Saiba as dicas para que a sua empresa se enquadre ao mercado

Dicas práticas para que, juntamente com os serviço contábeis em Cuiabá, a sua empresa adeque à difusão de tecnologia do atual mercado

A tendência é que em 2019 tenhamos um ano de maior perspectiva para o mercado empresarial. Longe de fazermos juízo de valor, mas os sinais de liberdade econômica que traçam a perspectiva do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, trazem consigo bons fluídos de desenvolvimento econômico para o setor privado no ano que vai nascer. Mas, por outro lado, fará com que as empresas se movimentem ainda mais para serem donas dos seus melhores resultados. Nesse caso, os serviços contábeis em Cuiabá são extremamente importantes para os passos que a sua empresa tomará nessa era pós-digital, onde qualquer passo tem que ser dado com muitas, mas muita certeza.

As empresas tendem a concorrer mais, através da abertura do mercado, e o sucesso ficará mais ligado ao desempenho direto da própria empresa. É nesse ponto que as empresa que possuem os serviços contábeis em Cuiabá como estrutura organizacional e estratégica, não apenas escriturária, tende a ter maior sucesso que o seu concorrente, pois a base de dados e informações sobre o seu produto, empresa, concorrência e mercado em geral, e a capacidade estratégica que tende a lê-lo é ímpar quando falamos dos serviços contábeis em Cuiabá.

Era digital

Para que a sua empresa, em conjunto com os serviços contábeis em Cuiabá, venham ter a chamada antevisão do craque (termo usado no futebol sobre o jogador que faz a leitura da jogada antes dela acontecer e que no mundo empresarial pode ser dada ao empresário que já se planeja com antecipação a todo porvir) a sua empresa precisa ter a cooperação da tecnologia.

Se jogar de cabeça no universo digital é fundamental aos serviços contábeis em Cuiabá, que nesse pós-era, onde a tecnologia deixou de ser inovação para impregnar-se no dia a dia das pessoas, é um braço forte para o levantamento de dados e fornecimento de informações estratégicas.

Usar e abusar dos sistemas de informação tecnológicos, fará com que os serviços contábeis em Cuiabá prepare o terreno para a empresa desenvolver estratégias práticas, visando um posicionamento melhor do que os seus concorrentes, fundamental quando falamos de livre mercado, o que indica a economia brasileira a partir de 2019 até, pelo menos, 2022.

Com o apoio da tecnologia, os serviços contábeis em Cuiabá poderão ter em mãos informações necessárias sobre produto, mercado, cliente e concorrência, além de organizar a sua linha de preço, praça, produto e produção dentro de um conceito dos pontos fortes e fracos da sua empresa e da sua concorrência e os gatilhos emocionais para que os seus clientes venham ser atendidos, tudo isso dentro uma contextualização geral do mercado em que ela atua.

Cabe, então, aos serviços contábeis em Cuiabá, dentro desse raio de ação, filtrar as informações obtidas e fornecer dados que se alinhem com a estratégia da empresa. Por isso a importância dos serviços contábeis em Cuiabá.

Agilidade na prática

Estar um passo à frente das empresas concorrentes parece ser um processo estratégico demorado, não é!? Na verdade não. E não dever ser. A rapidez está totalmente ligada a todos esses processos, já que no mundo empresarial trabalha-se muito com prazos e deadlines.

Para que a sua empresa ofereça a melhor oferta em um menor tempo, os serviços contábeis em Cuiabá precisarão fazer com que a sua empresa esteja um passo à frente das demais em todos os aspectos, inclusive na aquisição análise das informações que serão convertidas em estratégias práticas, por isso o tamanho da importância dos serviços contábeis em Cuiabá para com as empresas.

Uma frase importante de Tom Peteres que elucida bastante isso é o conselho que ele diz para que sejamos rápidos para que podemos errar rápido e arrumar esses erros de forma rápida. É a agilidade do processo de tentativa e erro que vai aperfeiçoar a sua empresa, em conjunto com o seu fiel escudeiro nesse processo, os serviços contábeis em Cuiabá.

Concluímos assim que…

Resumidamente, as ficas para que a sua empresa tenha sucesso na era atual é não omitir as informações tecnológicas e ser ágil no desenvolvimento dos processos. Uma coisa casando com a outra fará com que a sua empresa posiciona-se com sucesso numa esfera de livre mercado.

A assessoria contábil e um feliz ano novo

Um feliz ano novo para a sua empresa depende de um bom planejamento estratégico e, para isso, a assessoria contábil é extremamente importante

Você sabia que uma assessoria contábil pode ser um fator muito importante para o sucesso da sua empresa em 2019?

Isso porque o fator estratégico está bastante em voga e ter consigo uma assessoria contábil para auxiliar no traçado da postura da sua empresa é demasiadamente importante.

Nesse artigo, vamos servir como uma espécie de assessoria contábil, justamente para te auxiliar a ter sucesso com a sua empresa no ano que vai nascer.

Determine metas

Lewis Carol, autor do clássico “Alice, no país das maravilhas” tem uma frase tão clássica quanto que diz: “Para quem não sabe onde ir, qualquer caminho serve”.

Se a sua empresa está nessa de não saber para onde ir, saiba que a assessoria contábil é um bom GPS para começar a traçar a sua rota rumo ao sucesso.

É tendo um foco de onde que se quer chegar que a assessoria contábil começa a traçar as estratégias da sua empresa, e cada ação gira em torno de determinado foco traçado com antecipação pela assessoria contábil.

As metas podem ser únicas e objetivas a longo prazo ou passar por esferas de curto e médio, antes de chegar em determinado apogeu.

O calendário é importante

Se tem uma coisa que todo ano já nasce é com calendário. E a assessoria contábil já precisa trabalhar em cima dele para construir o seu planejamento estratégico.

Para que você tenha ciência, o ano de 2019 terá 254 dias úteis em média. De modo geral, são 7 feriados (dos nacionais), isso fora os pontos facultativos, feriados municipais, estaduais, enfim.

Para você que tem dificuldade com calendários, o Google Calendar pode ser um grande aliado, pois é uma plataforma automatizada que pode ser sincronizada com todos os departamentos da sua empresa, para vocês terem noção de compromissos profissionais, prazos deadlines, enfim…

A assessoria contábil precisa estar completamente a par do alinhamento do calendário para organização de equipe, eventos, compromissos, reuniões, fazendo todo o planejamento estratégico dentro das periodicidades da empresa.

Independentemente do planejamento estratégico, a assessoria contábil pode figurar-se importante em outros fatores, como:

  • Capacitação interna
  • Análise SWOT
  • Planejamento de funcionários

Em todos esses fatores, inclusive a capacitação interna, de grupo e de gestão, a assessoria contábil é fator que precisa estar bem de perto, entretanto o principal fator onde a assessoria contábil faz-se completamente necessário é justamente a do planejamento estratégico, tão importante num momento de início de ano em que estamos vivendo.

As tecnologias auxiliando os serviços contábeis em Cuiabá

A força da tecnologia tende a aliar-se com os serviços contábeis em Cuiabá, saiba como usar e abusar dela nessa era digital

O mundo mudou e muda a cada ano. Nesse ano novo, não é diferente. Ao entendermos que estamos na era pós-digital, onde as inovações, principalmente tecnológicas, deixaram de ser novidade, mas tornaram-se cotidianas, precisamos entender que os serviços contábeis em Cuiabá ganharam uma conotação maior do que a de serviço escriturário e de balanços financeiros, tornado-se hoje braço fundamental nas estratégias de ação da empresa.

Diversos fatores impactaram a economia dentro da esfera mundial, nacional e em Cuiabá e a roda gigante do globo terrestre impactou com grande magnitude os serviços contábeis em Cuiabá.

Por muito tempo os serviços contábeis em Cuiabá foram visto apenas como um serviço escriturário, de protocolação de informações financeiros, como balanços e levamentos. Entretanto, a era pós-digital traz aos serviços contábeis em Cuiabá uma responsabilidade maior, até que fundamental no sucesso da empresa.

Se você não entendeu, vamos explicar: com a Revolução Industrial, a produção das empresas aumentou consideravelmente, devido o fim da manufatura e o início da produção em massa. As grandes empresas passaram a ganhar corpo em suas produções e a estrutura aumentou na mesma proporção que a produção e o lucro. Para isso, os serviços contábeis em Cuiabá passaram a ser utilizados como um organizador de papelada, o serviço escriturário que tantos conhecemos, e de finalizador de balanços financeiros, que, fazendo jus ao termo, colocava na balança as entradas e saídas financeiras para definir a margem de lucro da empresa e apresentar aos órgãos legais. Hoje, com máquinas que fazem isso automaticamente, os serviços contábeis em Cuiabá tem como função domar o excesso de informação obtidas e trazer para a prática todos esses dados para que a empresa posicione-se de maneira mais assertiva em suas ações estratégicas.

Então, diferentemente do que muitos pensam e até mesmo pregam erroneamente, a tecnologia não veio para boicotar os serviços contábeis em Cuiabá, mas, na verdade, veio para trazer a esses serviços uma importância e uma participação direta mais intensa nas empresas.

A tecnologia em prol dos serviços contábeis em Cuiabá

Com a democratização do acesso às informações digitais, os serviços contábeis em Cuiabá ganharam uma grande mão na roda. Diversos programas possuem uma base de dados muito grande que tendem a auxiliar os serviços contábeis em Cuiabá. Alguns são universais, adaptam as suas funcionalidades de acordo com o segmento da empresa, outros são mais adaptáveis a determinados segmentos. Cabe, então, aos serviços contábeis em Cuiabá tirar as conclusões de quais serviços se enquadram mais as suas necessidades.

Na lista de banco de dados estão:

  • Big Data
  • Machine Learning
  • Inteligência Artificial
  • Cloud Computing
  • Internet das Coisas
  • Bitcons
  • Crowdfunding
  • Blockchain
  • Gamefication
  • App
  • Wireless
  • Dashbord

A internet trouxe para o mercado de serviços contábeis em Cuiabá uma nova e ampla perspectiva auxiliadora do trabalho do profissional de contabilidade, que não pode ser ignorada.

Cada ano que se passa, temos em nossas mãos novas tecnologias auxiliadoras aos serviços contábeis em Cuiabá, esse é o nosso ecossistema atual, aquele que advém dos tecnológicos sistemas para internet, mas que nós, meros mortais, temos que organizar toda a alimentação de dados que esses sistemas nos fornecem.

Gestão contábil: de que forma a sua empresa pode crescer

Seja abrindo uma nova unidade do seu negócio ou uma rede de franquias para ampliação, a presença da gestão contábil na organização é imprescindível

Tudo o que todo o empresário mais deseja é a sua empresa em expansão. Contudo, muito desses “boons” são os principais pontos de declínio da empresa. Aí fica a dúvida: o que vale mais, o equilíbrio ou o crescimento drástico com um consequente declínio drástico? Bem, embora o equilíbrio seja muito importante, estar em alta sempre é bem interessante. Com a gestão contábil como apoio à sua empresa, você tende a segurar ao máximo a fase positiva, dentro do conceito de utilização de métodos de controle de contabilidade.

Sabendo-se que há diversas formas de se trabalhar, a gestão contábil atua as suas funções dentro de uma perspectiva de gestão da empresa, com cada coisa em seu lugar e cada forma tendo um modelo específico de trabalho,

Na série de artigos que fala sobre o crescimento empresarial, abordaremos a importância da gestão contábil na forma do crescimento.

Nova unidade da empresa

É automático do empresário que pensa em expandir o seu negócio, que quando ouve falar em crescimento pensa em criar um novo empreendimento. Se há possibilidade de ter duas empresas, por que ter uma? Se tem a possibilidade de ter a terceira, porque a segunda? E assim sucessivamente… Mas toda ação e tem uma reação e a abertura de novas empresas não vem sozinho. É claro que representa, a primeira vista, um crescimento. Por outro lado, ela pode ser, também, um tiro no pé.

De forma proporcional ao crescimento, o trabalho aumentará e você precisará alinhar a sua empresa para essas mudanças. A gestão contábil, através dos dados da própria contabilidade e sistemas de gestão integrada no qual eles trabalham, entra como boa função organizacional. Muitas vezes o crescimento meteórico pode ser a principal causa do declínio e a empresa precisa estar muito atenta a isso.

A gestão contábil pode ajudar das seguintes formas:

  • O lucro tem sido proporcional ao crescimento da sua empresa?
  • Quais são as formas de crescimento da sua empresa? (Nesses casos, é bom que você se certifique com outros moldes de campanha pra obter a resposta)
  • Plano de negócios integral;
  • Pense de forma estratégica a localização da sua empresa. No momento da montagem, considere o seu público-alvo e o impacto da abertura da sua nova empresa naquele determinado local e para o fluxo de pessoas que por ali transita;
  • Sempre veja a internet como aliada e utilize de todos os recursos que ela puder lhe proporcionar.

Franquias

Ao invés de abrir filiais da sua empresa, você pode partir para uma outra vertente de crescimento, compartilhando os riscos, bem como os sucessos, franquiar. Ao abrir uma franquia, você não arcará totalmente com os riscos e investimentos, mas, sim, cederá a marca para que outra pessoa, de preferência empresário iniciante ou de pequeno/médio porte, tenha a possibilidade de crescer no universo dos negócios. Mas é importante que você franquie de forma certeira, preferencialmente com pessoas conhecidas ou de boa fama no seu modo de gerir as suas empresas.

A gestão contábil será responsável cem organizar a parte burocrática do acordo, para que as duas partes ganhem na mesma medida, mas também preste suas condições de serviço na mesma medida.

Esses são alguns cuidados que a gestão contábil têm que tomar no processo de franquia.

  • A gestão contábil tem que estar atenta no controle de qualidade do processo da empresa, para que nada venha dar brecha para que a sua empresa venha ser criticada;
  • Sempre esteja do lado dos tradicionais TI. A tecnologia da informação já deixou de ser o futuro faz tempo, e a gora é o presente do empreendedorismo;
  • Principal parte da gestão contábil em qualquer empresa é o planejamento, com a construção da dados para que todas as partes venham estar conscientes dos direitos e deveres bilaterais para a saúde da empresa.

Independentemente de franquiar ou apostar na filial, o trabalho será árduo. Não existe caminho fácil, mas existe a gestão contábil, para auxiliar a sua empresa em todos os momentos.

Contabilidade pessoal: situações onde não demitir um funcionário

Saiba quais são as situações onde qualquer funcionário de qualquer segmento não pode ser demitido, de acordo com as normas padrão da lei

Antes de mais nada, é bom frisar que esse artigo vai dar um “cala a boca” para aqueles que acham a contabilidade pessoal desnecessária em um contexto comercial. É natural não dar-se importância, mas sofrer as consequências em determinado momento do curso empresarial. No caso da contabilidade empresarial, esse curso está no momento em que o empresário vê-se na necessidade de demitir algum funcionário, mas se esquece de todos os fatores legais que os resguardam.

Embora não seja um assunto legal, principalmente ao funcionário, a demissão é algo latente e que vai ser usado pelo empresário, seja de que segmento for, a qualquer momento, seja por meio do fator que for, estratégia, fator técnico, gargalo, enfim. E é nesse momento que a contabilidade pessoal resguardará totalmente o empresário.

Por tudo isso citado acima que esse artigo trará informações dentro do conceito de contabilidade pessoal, deixando claro que as informações serão uniformes, não dependendo necessariamente da segmentação.

Prévio à aposentadoria

Independentemente de ser aposentadoria integral ou proporcional, questões de aposentadoria resguardam constitucionalmente, mas dependem das normas coletivas previstas internamente à categoria. Caso o funcionário esteja dentro do prazo prévio à aposentadoria, seja de 12 ou 24 anos, nesses casos também dependem das normas da categoria,  empresário está vetado em demitir o funcionários resguardado pela “estabilidade da aposentadoria”. A única brecha que o empresário tem para demitir o funcionário próximo da aposentadoria é a famosa justa causa.

Prévio ao dissídio

O dissídio é outra situação que resguarda a classe empresarial da demissão durante um determinado tempo. Geralmente esse resguardo é dos 30 dias que antecedem a data da convenção coletiva da categoria que consistem em definir o reajuste do salário dos funcionários de determinada de classe.

O regimento legal está escrito da seguinte maneira: “O empregado dispensado, sem justa causa, no período de 30 (trinta) dias que antecede a data de sua correção salarial, terá direito à indenização adicional equivalente a um salário mensal, seja ele optante ou não pelo FGTS”.

Caso o empresário não cumpra com essa regulamentação e acabe demitindo um funcionário no período de um mês antes do dissídio acabará sendo pego pela multa de “estabilidade de dissídio”.

Em cada ano trabalhado, o funcionário acrescenta anualmente três dias de estabilidade, esta proporcional ao tempo de trabalho do funcionário na empresa, de acordo com a nova Lei do Aviso Prévio.

Acidente de Trabalho

O funcionário que se acidentar em pleno exercício do seu trabalho não pode ter contrato rompido com a empresa dentro de um intervalo de 12 meses.

Cabe a empresa pagar os primeiros 15 dias de afastamento. Caso o período de afastamento esteja dentro desses 15 dias, ele não se enquadrará em afastamento dentro das normas do INSS, agora se ele precisar se afastar do trabalho em tempo superior a esses 15 dias, precisará dar entrada ao auxílio-doença.

Se o funcionário não entrar com o pedido e ficar um tempo superior a 15 dias afastados, não terá direito a nenhuma compensação financeira, seja da empresa ou do INSS, tendo que ir até ao órgão público dar entrada dentro dos padrões legais.

Outro fator que dá resguardo de estabilidade do funcionário junto a empresa dentro do fator acidental é a contração de doenças em pleno exercício de trabalho do colaborador.

Gestação

Gravidez é outro fator de resguardo ao funcionário. Desde o momento em que a gravidez é descoberta até os cinco meses posteriores a gravidez da funcionária, o empresário está impossibilitado de demiti-la.

Se por ventura o empresário não tenha conhecimento da gestação, a partir do momento do conhecimento ele automaticamente terá que reintegra-la ao quadro de funcionários. Se isso não acontecer, ele terá que responder legalmente e indeniza-la.

O resguardo por gravidez interfere também a empregas durante contrato de experiência, por exemplo.

Aborto espontâneo

Caso a funcionária que estiver resguardada pela estabilidade da gravidez sofrer um aborto involuntário seguirá estável até a sua recuperação, de acordo com as normas legais de trabalho.

Além de todos os resguardos citados no artigo, um documento coletivo da categoria, por exemplo, garante emprego e estabilidade de forma coletiva em determinado segmento empresarial, de uma forma semelhante ao que foi prescrito acima nas questões de aposentadoria.

Como detectar o ponto de virada da sua empresa

Onde detectar o ponto de virada da sua empresa e como a contabilidade pode ajudar nesse processo de transição de patamar

Quando tratamos de uma empresa, identificar onde está a virada na transição do porte do projeto é bastante complicado para nós, meros mortais e pessoas físicas que acompanhamos a construção do projeto desde o início. Muitos sinais devem ser dados para nos alertarmos que chegou o momento da empresa dar um passo a frente, mudar de patamar, enfim. Mas isso não é o suficiente. Para se colocar em prática é preciso um movimento estrutural para que essa chave não seja tirada do contato fazendo com que o carro pare.
Cabe, então, a identificação dos pontos de virada de patamar da sua empresa, para que, de antemão, você tenha planos estratégicos desenvolvidos para essa circunstância. Afinal, que empresário que monta uma empresa e não tem nenhuma expectativa em crescer, convenhamos…

Avaliação interna

Tem uma música do cantor Nando Reis que se chama “Por onde andei”. Nos cabe fazer uma análise morfológica dos questionamentos internos feito pelo autor da canção e trazer para a nossa realidade empresarial.

A música inicia com a seguinte frase: “Desculpe, estou um pouco atrasado, mas espero que ainda dê tempo de dizer que andei errado…”. Autoavaliação gera descontentamento interno e motivos para se desculpar. Ter esse senso de reconhecimento de erro é muito importante para virar chavinhas fundamentais que gerarão o ponto de virada da sua empresa.

A canção prossegue dizendo: “…e eu entendo as suas queixas tão justificáveis e a falta que eu fiz essa semana, coisas que pareceriam obvias até à uma criança”, esse trecho faz menção ao palmo à frente da sua mão quando você esta irredutível como indivíduo empresarial. O ponto de convergência entre o líder e o chefe também está nesse ponto e precisa de muito cuidado a ser tomado. Têm coisas óbvias que só nós mesmos temos capacidade de nos auto-boicotarmos, através de nós mesmos e as nossas convicções pessoais errôneas, o que é natural, mas precisam ser analisadas e consertadas para que a chavinha mude para o ponto de virada e, consequentemente, de sucesso para a sua empresa.

Por fim, o ponto que chamou a atenção e fez com que a análise da canção fosse inserida ao artigo, o refrão e o nome da música: “Por onde andei”, em que Nando Reis ainda faz uma série de questionamentos pessoais, nos leva ao principal ponto de questão dos empresários à autoanálise. Claro que a intenção da música é outra, mas uma das principais perguntas que todo empresário deve se fazer é: por onde eu tenho andado? Para que coisas que pareceriam obvias até para uma criança não venha se tornar pontos de empecilho para você e a sua empresa, por exemplo.

O tal do ponto de virada

Para o empresário que vive, de forma intensa, o dia a dia da empresa, talvez seja difícil detecta exatamente o ponto de virada da empresa, onde ela vai dar os primeiros passos para o crescimento de patamar e algumas mudanças práticas. Entretanto, esse ponto de transição só depende de você, por mais incrível que pareça. Somando-se aos processos empresariais do se negócio um controle, você pode ter passo a passo as ações, desde início de onde, para onde e como você deseja chegar nesses pontos de transição. Isso tudo, com a sua equipe comprando a ideia e a realidade do caminho da mudança dos patamares.

Nesse momento entra algo muito importante no processo, a contabilidade. Que torna-se muito importante estrategicamente na revisão de demandas, bem como no desempenho da equipe e da empresa, para, em seus demonstrativos, deixar claro se é, ou não, o momento de trocar a chavinha e partir par uma nova realidade, qual a realidade e como se portar para não retroceder.

A contabilidade é importante

Muito às escuras nas empresas, a contabilidade mostra muito a sua importância nesse ponto de transição e crescimento da sua empresa. Muitos acham que ela sobrevive apenas mediante aos fatores legais, na apresentação de balanços e levantamentos financeiros, porém, a sua importância pode ir além, com toda a questão organizacional e estratégica para que esse ponto de transição de patamar da sua empresa venha ser vivido e desfrutado por você a sua equipe passo a passo, sem atropelar etapas e comprometer o processo natural de todo empreendimento.

Gestão contábil: Benefícios e riscos do crescimento da sua empresa

A importância da gestão contábil no equilíbrio do ponto de convergência entre os benefícios e os riscos no crescimento da sua empresa

Estamos cansados de falar que todo empresário pensa em crescer. Entretanto, há muitos fatores que vão além do crescimento da empresa. Se fosse simples todos cresciam com um passe de mágica. Contudo, tudo possui os seus lados positivos e negativos, e com a vida empresarial não é diferente. Por isso a gestão contábil participa avidamente do contexto estratégico da empresa, para que, em uma forma de controle de equilíbrio, venha fazer o contraponto onde tudo o que pode ser benéfico no crescimento da empresa, mas todos os riscos que ela, também tem pelo caminho para correr e os recuos que ela precisa dar.
Esse artigo serve justamente para que, por meio da gestão contábil, o empresário venha, de forma prática, ter acesso a dicas para ter esse feeling.

Riscos principais

Todo crescimento possui desafios que exigem a empresa uma atenção integral. Todos os seus funcionários precisam compreender isso e adequar-se a esse crescimento e as demandas em questão. Dentro de um contexto de gestão contábil, cabe a empresa resguardar-se de riscos como:

Falta de foco

Toda empresa tem um foco, que está enquadrado a sua segmentação. Entretanto, alguns fatores internos e externos são essenciais para que a empresa mude rumos. Essa fuga do foco da empresa é normal, mas a gestão contábil, ao detectar, organizará a empresa dentro da realidade dos seus focos, ou dentro dos rumos pelo qual a empresa acabou tomando.

O caminho que a empresa vai tomar é de total liberado da sua liderança, mas o sucesso depende de gestão contábil que constrói moldes de trabalho e identidade empresarial do seu negócio.

Perda

De dois fatores fundamentais: fôlego e recursos financeiros. Olha que é difícil saber qual dos dois é mais importante para gestão contábil de uma empresa. Claro que, quando o capital fica escasso, tudo fica escasso, inclusive o fôlego. Mas trabalhar com capital, mas sem fôlego, também é algo extremamente difícil.

Especificamente quando falamos de capital, a organização na gestão contábil é fator preponderante. Primeiramente porque no Brasil o empresário sofre muito com fatores tributários, o que torna muito difícil. Para que a empresa sobreviva com lucro líquido e capital de giro é algo extremamente difícil. Mas é importante que a sua empresa não entre em empréstimos, compensações financeiras ou questões do tipo, que a faça se enrolar. Você que é empresário, desconfie de facilidades extremas.

Por fim, elabore orçamentos e crie formas de agregar a sua equipe para que ela se sinta confiante e motivada, dando um gás ao seu fôlego.

A falta de motivação e a questão financeira são totais fatores a ser trabalhados pela gestão contábil para que a empresa funcione como um todo.

Benefícios x riscos

Desafios existem em todas as esferas da vida, não só num âmbito empresarial. Na balança, é claro que os riscos saltarão aos olhos do empresário mais fortemente do que os benefícios, mas no final do processo, quando vemos os resultados, aos poucos, na empresa, o sinal de que tudo valeu a pena é incrível.

Mas para que todos os benefícios, quando colocados na balança, pagarem os riscos é importante que você e a sua empresa entrem na batalha confiantes e a gestão contábil, por meio de toda estrutura, é fator forte nos bastidores para que, organizada, a empresa venha ter muito sucesso.

Se prepare para o crescimento da sua empresa por meio da gestão contábil

Para que a gestão contábil venha contextualizar o crescimento da sua empresa, você precisará fazer algumas perguntas para si próprio

É quase impossível você ser empresário e não pensar em crescer. Mas que a sua empresa possa crescer, algumas perguntas precisam ser feitas para uma autoanálise. Esse processo de autoafirmação e de reconhecimento de pontos de convergência é um processo de gestão contábil que precisa ser levado muito em consideração.

Por meio da perspectiva financeira, a gestão contábil torna-se um ponto de controle. Mas para que a gestão contábil venha a fluir nesse serviço, algumas perguntas sobre si próprio precisam ser respondidas por si próprio.

Como num efeito dominó, o movimento de onde, como e para onde crescer leva a empresa a resposta de diversas outras dúvidas e constrói um contexto dentro da gestão contábil. Por causa disso, pensamos em desenvolver uma série de artigos que vão adentrar esse tocante sobre as perguntas que você deveria fazer para que o processo de gestão contábil venha contextualizar o crescimento da sua empresa.

Motivos para o crescimento

Ta aí o famigerado “por que”, muitas vezes a primeira palavra que aprendemos falar, mediante o nosso senso questionador natural. Como empresários, esse senso é totalmente importante, mas precisa ser utilizado para autoanálise.

Primeiramente, esse é o ponto que faz a empresa questionar o ponto de satisfação, que muitas das vezes impede que a empresa olhe de forma horizontal e breca muitos lugares além onde a empresa pode chegar. A partir desse ponto, a gestão contábil precisa tirar um coelho da cartola para estimular a pretensão do empresário. Porém, também cabe a gestão contábil conter um crescimento muito rápido, que pode fazer com que a empresa breque o controle de desenvolvimento e isso seja internamente prejudicial no organograma e na gestão organizacional do empreendimento.

Paralelo a isso, cabe um ponto de atenção na gestão contábil, analisar rápidos crescimentos para o suporte da empresa, por exemplo, é ter um cuidado com a manutenção de bons resultados, o que é muito importante para a saúde do negócio.

O porte da empresa define o processo de gestão contábil e demonstra a importância da gestão no sucesso da empresa.

Estrutura da empresa

Outra pergunta que precisa ser feita por você e respondida por você para você mesmo: como que está a estrutura da sua empresa, visando crescimento? Como um efeito dominó, essa pergunta gera outras perguntas, e assim sucessivamente. Mas vamos focar, a princípio, no primeiro toque do efeito.

Nesses casos, há um método de autoavaliação chamado “dez vezes mais”, que consiste fazer a seguinte pergunta a si mesmo: Se do dia para a noite a minha empresa crescesse em dez vezes, será que eu teria estrutura para tocá-la sem grandes problemas? Esse exercício ajudará, então, a você, como empresário, descobrir os gargalos da sua empresa.

O método pode ser adaptado para que líderes de departamento venham, também, a refletir sobre as suas funções e a sua equipe. Será que, por exemplo, se a sua empresa crescesse dez vezes mais do dia pra noite o seu gerente de infraestrutura saberia lidar com a demanda? E o seu poderio de material? Essa pergunta pode ser uma autoanálise específica de cada departamento.

Tudo o que foi citado no texto são fatores de total influência no crescimento empresarial. Entretanto, outros fatores também podem agregar nesse crescimento, bem como o material humano, riscos e benefícios, milestones, todos esses fatos que medem o crescimento do seu negócio, dentro do fator gestão contábil.

Contabilidade para prestadores de serviço

No Brasil, os serviços de contabilidade são muito importantes para empresas de prestação de serviço e prestadores de serviços individuais, confira

O artigo 1.179 do Código Civil Brasileiro obriga todas as empresa formalizadas a possuírem um contador em seu quadro de funcionários ou a vinculação com alguma empresa de contabilidade para a apresentação dos seus balanços financeiros. Essa regulamentação fez com que as empresas brasileiras parassem de deixar de lado e empurrar com a barriga a função de contador em suas empresas. Mas, se olharmos por outro lado, apenas balancetes, de certa forma obrigados, não é tudo que uma empresa de contabilidade tem a oferecer a prestadores de serviço. Serviços burocráticos, como o suporte e a simplificação do processo de documentação, operacional, se estendendo por toda vida útil da empresa, e de custo-benefício, garantindo que todos processos visarão lucros e não representarão ameaças de desperdício financeiros, são questões fundamentais a ser abordadas a contabilidade.

Nesse artigo, falaremos alguns pontos de importância da contabilidade a prestadores de serviço.

Onde os prestadores de serviço entram nesse papo, contabilidade?

Uma boa parte dos prestadores de serviço não pertencem a uma empresa, contudo, atuam profissionalmente de forma autônoma. Por trabalharem individualmente, alguns contadores não possuem um cadastro de CNPJ aberto e atuam informalmente, assim, desconhecem as vantagens de serem uma pessoa jurídica e ter a assessoria de uma contabilidade, por exemplo.

Não ter um contador é um erro gravíssimo ao prestador de serviço, tornando-se o tal do barato que sai caro. O serviço de contabilidade formaliza o negócio e, assim, faz com que a empresa tenha um maior poderio de conquista financeira. Na ilusão de atuar como pessoa física, livrando-se das obrigatoriedade jurídicas, como a de um contador, e economizar financeiramente a empresa, na relação custo-benefício, pode estar desperdiçando dinheiro.

Para que o prestador de serviço passa a ser pessoa jurídica, a contabilidade é fundamental ao seu enquadramento tributário.

Regimes tributários

Simples nacional, Lucro Real e Lucro Presumido, são essas modalidades que a empresa pode se enquadrar, a partir do momento em que abre o seu CNPJ. Mas engana-se que é só escolher uma das modalidades tributárias, como se escolhe a bolacha na prateleira do supermercado. Cada modalidade depende do porte da empresa de prestação de serviço e a contabilidade possui conhecimento estratégico o suficiente para adaptar o regime tributário dentro da realidade financeira e de arrecadação da empresa, a sua postura atual e os seus projetos posteriores.

A variação do regime tributário tem muito a ver com a segmentação e a atuação da empresa no mercado, recolhimento de impostos e tudo mais. Ter uma empresa específica de contabilidade para dar esse suporte diminui em 200% a dor de cabeça do empresário com questões burocráticas legais.

E a contabilidade nessa história, prestador de serviço?

PIS, COFINS, ISS, ICMS, IRPJ, CSLL, o que essas siglas têm em comum? Todas elas são impostos. E é aí que entra a contabilidade na história. É muito louco para um prestador de serviço estar por dentro de tantas variações tributárias existentes. Por exemplo, o ISS varia de 2 a 5%, dependendo do segmento de atuação. A contabilidade estará preparada para dar total suporte para as pendências financeiras.

A sua especialidade é prestar determinado serviço e a contabilidade presta o serviço contábil para a sua empresa, por isso que, na relação custo-benefício, a contabilidade é tão importante à prestação de serviço, pois faz com que o foco da empresa seja o motivo pelo que ela foi criada, e não a manutenção do seu exercício.

Outra importância da contabilidade para com os prestadores de serviço está no auxílio estratégico que pode gerar boas e grandes ações de sucesso que reverterão em lucros para a empresa.

De modo geral, são inúmeras as vantagens de se ter um serviço de contabilidade a sua empresa de prestação de serviço, bem como a formalização da empresa. Com certeza as desvantagens em não ter se torna até mesmo maior.

Para você se relacionar melhor com os seus clientes, tenha uma boa consultoria contábil por trás

Para que a sua empresa, efetivamente, saiba quem são os seus clientes e o seu público-alvo, a importância da consultoria contábil é evidente

A fidelização de clientes perante um bom relacionamento com a empresa é o ideal para qualquer segmentação. Por meio de uma consultoria contábil, o empresário pode “ter aceso à mente” do perfil do seu público alvo. Por meio de dados estratégicos levantados pela equipe de contabilidade, a empresa terá em mãos informações relevantes sobre as posturas mais comuns e relevantes dos seus clientes.

Confira as dicas deste artigo que mostrará onde a consultoria contábil interferirá no relacionamento entre empresa e cliente.

1. Perfil de cliente ideal

A persona ideal da sua empresa é aquele tipo de cliente que atende ao perfil médio, características, interesses, posturas etc. Criar essa persona para chamar de sua é característica da consultoria contábil que, por meio do acesso de dados fornecidos pela contabilidade, poderá espelhar-se nessa persona para antever desejos, necessidades e costumes dos seus clientes.

É claro que o levantamento da consultoria contábil não será fidedigno a realidade, mas a aproximação fornecerá um processo de trabalho muito mais preparado à empresa.

2. Saiba com quem lidará

Quando você cria a persona do seu público-alvo, está colocando a parte prática na teoria, por meio de dados fornecidos pela consultoria contábil. Mas saber com o tipo de cliente que você está lidando vai muito além de saber idade, sexo etc, mas, sim, participar ativamente de fóruns, conhecer o tipo de entretenimento que ele consume etc, justamente para que você venha ter mais embasamento possível para lidar com eles no dia a dia.

3. Jornada do cliente

A jornada do cliente é o passo a passo que essa persona prevista pelos projetos em conjunto com a consultoria contábil passará até efetivar o relacionamento com a sua empresa. Quando você sabe quem é essa persona, seus gostos e e ativamente seus costumes, antever cada processo e decisão que será tomada pelo cliente, fica mais fácil.

4. Comece a colocar em prática

Saindo dos conhecimentos teóricos e levando as informações obtidas por meio da consultoria contábil para a prática, o primeiro fator a ser colocado em prática para que a empresa se comunique e se relacione melhor com os seus clientes é uma boa experiência de atendimento. Por estar a frente dos pensamentos do cliente, você pode usar deste subterfúgio para deixá-lo acima das suas expectativas na primeira comunicação.

5. Fidelize

Relacionamento é fidelização. A etapa da consultoria contábil para a sua empresa é eterna, já que uma vez cliente, o processo pós-venda entrará em ação. Um bom suporte, sistema de descontos exclusivos para quem já é cliente e uma marcação serrada por meio das redes sociais,, newsletters etc (sem ser invasivo, é claro) é ótimo para manter o seu cliente próximo, o que interferirá diretamente no trabalho de construção da persona da empresa, por meio da assessoria contábil.

7. Humanize a sua marca

O bom e velho se colocar no lugar do outro é fundamental para a humanização da sua empresa no relacionamento com o seu cliente. Por mais que o processo de consultoria contábil ajude muito com prescrições, a relação pessoal não pode ser colocada de segundo plano.

Contabilidade gerencial: pontos positivo s e negativos da sua empresa

Planejamento, organização e profissionalização, saiba aonde você está mandando bem e aonde você está mandando mal na sua empresa, por meio da contabilidade gerencial

Um grande erro de muitos empresários é a auto-suficiência. Isso não quer dizer que a confiança é algo negativa para um negócio, porém, o excesso de confiança pode prejudicar no quesito autocrítica. Somente saber fazer não é o suficiente para o sucesso da sua empresa, por isso a contabilidade gerencial é muito importante para todo o processo de gestão do seu negócio.

Saber em que patamar a empresa está, aonde ela esteve e onde ela quer chegar é fundamental para a gestão de sucesso de qualquer empreendimento. O auxílio da contabilidade gerencial será um braço para que a empresa esteja norteada e atenta sempre aos seguintes fatores: missão, mercado, recursos, despesas e operações tributárias.

De acordo com o SEBRAE, 25% das empresas fecham as portas antes de completar o seu primeiro ano no mercado. Esses números preocupantes podem ser sanados com a contabilidade gerencial ao lado da empresa desde o seu embrião. Fatores como os citados acima, precisam estar a par da empresa antes mesmo dela iniciar os seus trabalhos.

Acertos

Com a contabilidade gerencial caminhando ao lado da sua empresa, ela, logo de cara, terá um plano de negócios, demonstrativo que mostrará de onde a empresa vem e aonde a empresa vai, de acordo com a renovação das suas perspectivas. É nessa hora que, em conjunto com a contabilidade gerencial, a empresa definirá o ramo de atuação almejado, o produto a ser oferecido, o posicionamento da empresa no mercado e o seu público-alvo, para, aí sim, definir as ações a serem tomadas.

Quando a empresa possui uma contabilidade gerencial ao seu lado, terá criada consigo uma cultura de planejamento de negócios, cuidando, assim, atenciosamente de cada etapa. A contabilidade gerencial apoiará a empresa justamente com informações e dados para que esse planejamento seja feito.

Implantar formas de controle administrativos relacionados à saúde financeira da empresa é muito importante para o sucesso do negócio. Entradas, saídas, programas de gestão financeira, orçamentos, custos etc, tudo precisa estar totalmente claro dentro do processo de gestão da empresa.

Pontos negativos

Erros existem, mas cabe a empresa dizimá-los. Agravar problemas da própria empresa é uma das falhas mais comuns no mundo empresarial e a contabilidade gerencial serve justamente para organizar todo o processo de gestão e também gerir falhas e entropias que a sua empresa venha ter.

Outro fator muito negativo às empresas é a falta de planejamento, entre eles financeiro. Cuidado com juros e empréstimos. A contabilidade gerencial é criteriosa no fator financeiro, por meio de conselhos técnicos que avaliarão a estruturação financeira da empresa.

Por fim, a falta da contabilidade nas questões tecnológicas é algo que, com o apoio da contabilidade gerencial, deverá ser arrumado.

Sucesso

O sucesso de qualquer envolvimento de produção comercial está no trabalho coletivo. Até mesmo produções individuais independentes trabalham em conjunto com a produção de materiais utilizados para determinada produção. Falando sobre a sua empresa, a parceira com a contabilidade gerencial é exatamente aquilo que tende a garantir o sucesso dela, por meio de uma boa estrutura de organização.

Pós-venda: a garantia da fidelização do cliente

Saiba como fidelizar os clientes da sua empresa com uma boa gestão pós-venda e garanta que eles te ajudem em dias difíceis

Em tempos atuais, manter o fluxo de caixa da sua empresa está bem difícil. E se está tudo difícil, cabe a empresa, então, apostar nos clientes fieis da sua cartela. Fidelização é a palavra de ordem para que você nade contra essa maré que não está pra peixe.

Mesmo entendendo que em tempos de recessão o poderio de compra dos clientes, embora fieis, diminui abruptamente, cabe a sua empresa aumentar o poderio de barganha e usar a fidelização ao seu favor.

Fidelizar clientes pode ser a garantia da manutenção do ticket médio da sua empresa, mesmo em tempos de crise.

Na dúvida, recorra aos números

É na fidelização que clientes satisfeitos promoverão a sua empresa, indicando e, até mesmo, sendo novos consumidores de outros produtos ou serviços. Ter em seu portfólio clientes deste aporte, significa que a sua empresa está em 80% no caminho certo no que tange a excelência no atendimento.

Apenas 5% de retenção de clientes gera na casa de 25 a 75% de lucro, segundo pesquisas realizadas por Fred Reichheld, medindo o índice de lealdade do cliente através da Net Promoter Score.

Como fidelizar, então?

Junto com a palavra da moda, fidelização, caminha a palavra pós-venda. Quando você vende para determinado cliente e esse mesmo cliente possui uma outra demanda, você fará uma nova venda. A diferença é que no processo de gestão pós-venda, essas demandas serão descobertas no compasso do relacionamento e o processo de venda não será mais baseado na conquista e, sim, na confiança.

Todo empresário precisa entender, de uma vez por todas, que o processo de vendas é infinito em uma empresa e, mesmo que o cliente firme negócio com você, ele seguirá sendo um cliente em potencial, seja para consumir determinados novos produtos ou serviços ou na promoção ambulante da sua empresa, seja por indicação ou como um case de sucesso e satisfação.

É no momento de aperto das mãos que oficialmente inicia-se o relacionamento entre cliente e empresa. Até o então, podemos dizer que ambos estavam em processo de flerte, paquera. É no pós-venda que ambos saberão se o relacionamento poderá ter um futuro duradouro, ou não.

Tão importante quanto a efetivação do seu cliente é a fidelização e, para isso, a gestão pós-venda possui um espaço muito importante na empresa.

Fidelização na aproximação

Estar sempre próximo ao seu cliente é um grande passo para a fidelização do próprio. Dê ao cliente a sensação de segurança e a relação de que ele tenha feito a escolha certa. Ao adquirir o seu produto ou serviço, o seu cliente assim o fez por entender que a sua empresa tinha a solução para algum desejo ou necessidade dele, o que é uma grande responsabilidade.

Se possível, capacite uma equipe exclusivamente para esse relacionamento pós-venda com o cliente, justamente para que ele se sinta tratado de forma especial e as suas dúvidas, questionamentos e feedbacks sejam colocados em prática, principalmente em tipos de serviço que tendem a atuar de forma personificada.

Conclusão

A imagem positiva da sua empresa está em cases de sucesso. Como num slogan, cliente satisfeito satisfaz, também, a empresa. Isso porque a medida que a imagem da sua empresa estiver atrelada com resultados reais, as demandas tendem a aumentar conjuntamente. Isso além de que a fidelização do seu cliente representa boas indicações de leads qualificados e garantia da movimentação financeira da empresa sempre girando, mesmo quando a roda gigante do mercado estiver emperrada.

Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, procure reduzir as reclamações dos seus clientes

Veja as sete dicas básicas para que você tome atitudes que reduzam as reclamações dos seus clientes ao abrir a sua empresa em Cuiabá

Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, você precisará conquistar os seus clientes. Contudo, quando se trata de empresas no início, evitar retenções é tão importante quanto captar clientes. Por isso que, ao abrir a sua empresa em Cuiabá, você precisará estar sempre atento para evitar reclamações que, por tabela, gerarão desgastes.

Pensando nisso, esse artigo lista sete ações que tendem a culminar na diminuição de reclamações ao abrir a sua empresa em Cuiabá.

1. Evite reclamações, mas, quando tiver, as valorize

Quando você abrir a sua empresa em Cuiabá, precisará estar atento que toda e qualquer reclamação pode ser muito prejudicial ao futuro do seu empreendimento. Entretanto, é impossível agradar a todas as pessoas da mesma forma. Por isso, reclamações tendem sempre a acontecer. E quando elas acontecerem, você precisa prestar muita atenção para não persistir no erro.

O seu cliente é parte fundamental na identidade da sua empresa e, embora o profissional da área seja você, a subsistência da empresa depende dele. Por isso, sempre valorize as críticas e reclamações deles para melhorar a gestão do seu negócio.

A melhor forma de agradecer esse feedback é dobrando a atenção na queixa determinada e demonstrando a confiança depositada não errando novamente.

2. Pesquisas de satisfação

Se tem um jeito que você consegue o retorno do seu cliente, sem precisar sofrer com as críticas e reclamações, são as pesquisas de satisfação. Mas para que os seus clientes cooperem, é preciso educá-los a isso. O fato de você ser uma empresa nova é trunfo para que você já crie essa filosofia em seus consumidores.

Pesquisas afirmam que apenas 4% dos clientes reclamam de algo que não gostou. A cultura dos clientes no Brasil é desprezar as empresas, cujo eles têm reclamações, sem sequer dar o direito de defesa, o feedback.

Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, então, busque o retorno positivo por meio das pesquisas de qualidade, promovendo, justamente, ações de retorno, como pequenos benefícios que os levem a contribuir com as avaliações da sua empresa. Assim, você trabalha com o seu cliente como um cooperador e não é invasivo ou enfadonho.

3. Comunicação

A sua comunicação com o seu cliente precisa ser clara e crassa. Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, você precisará ter em mente quem são os seus clientes, onde eles transitam, qual é a sua linguagem etc. Tenha um canal de comunicação que fale claramente a língua dos seus clientes, sem nenhum ruído ou desvio de linguagem. Isso tende a dar muito certo e colocar a sua empresa como opção primária das decisões dos seus clientes.

4. Busque soluções

Antes que alguns problemas chega a você, é importante que você tenha o suporte de uma equipe de solucionadores de problemas, aqueles que chamam a responsabilidade para si e encaram qualquer B.O. Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, você precisará ter uma linha de frente forte, já que, como empresário, você terá mil e umas situações diferentes para resolver por dia. Até mesmo para dinamizar o processo do seu cliente, é importante que a solução  dos problemas dele não fiquem pulando de mão em mão ou de setor em setor. Rapidez é sinônimo de satisfação para o seu cliente e você precisará prezar por ela.

5. Mas soluções consistentes

Embora a rapidez seja fundamental para o seu cliente, não adianta nada uma resolução rápida, mas “nas coxas”. Ao abrir sua empresa em Cuiabá, você precisará deixar claro os benefícios e as soluções consistentes que o seu produto ou serviço trará a ele.

Tenhas boas cartas na manga, não para que você tenha razão no “embate” com o seu cliente, mas, sim, para que ele venha entender que a sua empresa pensa nele a ponto de ter um “Plano B”, antevendo uma possível falha –  afinal, somos humanos.

6. O problema é seu

Ao abrir uma empresa em Cuiabá, quando você fala para um cliente que resolverá o problema dele, na verdade, está querendo dizer que irá resolver o seu problema. Críticas de clientes para com empresas significam que há falhas com a empresa e essas precisam ser resolvidas internamente.

7. Desempenho

Nenhuma leitura de crítica e feedback é maior do que o desempeno. Como dito anteriormente, apenas 4% dos clientes que não gostam de algo reclamam, os outros 96% tendem a não procurar mais a sua empresa. Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, no momento em que você ver que o seu desempenho está caindo, precisará dar uma resposta imediata com a identificação e melhora de determinado ponto que não tem agradado a sua clientela.

Cinco passos da assessoria contábil como braço-direito da empresa

Em cinco passos, a importância da assessoria contábil na saúde vital da empresa e como ela pode te ajudar a captar novos clientes

De acordo com pesquisas promovidas pelo Serviço de Apoio às pequenas e microempresas (SEBRAE), nos últimos três anos houve um crescimento impressionante na abertura de pequenas e médias empresas no Brasil. Ao final de 2017, contabilizaram-se 48,2 milhões de empresas, sendo que 26,2 foram abertas entre 2014 e 2017.

Contudo, é importante salientar que tão importante quanto abrir uma empresa é sustentá-la aberta e sadia no mercado. Por isso, a contabilidade resolveu dar uma mãozinha por meio do serviço de assessoria contábil. Prova viva de que a contabilidade tem ganho grande destaque na vitalidade das empresas, a assessoria contábil é um serviço muito importante para nortear o empresário de primeira viagem a ter sucesso a frente da sua empresa. A assessoria contábil é um serviço de contabilidade importante, necessário e que vai além dos tradicionais balancetes, que todos conhecemos e que é o serviço de contabilidade mais estereotipado.

Etapa inicial

O ideal é que a empresa venha ter uma assessoria contábil lhe dando suporte desde o início do projeto. Isso porque, os números trazidos pela assessoria contábil lhe dará a bagagem necessária para dar o pontapé inicial em sua empresa.

Por meio da assessoria contábil, a sua empresa saberá a identidade do mercado em que está embarcando. A partir daí começará a ser construído os valores da marca em questão.

Podemos dizer que a etapa inicial é a mais importante no processo. Isso porque qualquer brecha pode ser fatal. A sua comunicação precisa ser exata e sem brechas para que, assim, a sua empresa dê o primeiro passo para se tornar opção no segmento e referência na área.

Fique ligado na concorrência

Você não pode ignorar a sua concorrência. Isso porque você estará ocupando um espaço onde ela já está. Observar os pontos positivos e negativos do seu concorrente te levará a tomar atitudes semelhantes (mas nunca copiando) e, também, não tomar atitudes negativas.

Por meio do trabalho de assessoria contábil analisando a sua concorrência, você terá uma grande noção do seu público-alvo, da linguagem do mercado e situação em que ele se encontra.

Empatia

Se colocar no lugar do seu cliente será sempre necessário. Mas, pare e pense, o que fará o seu cliente se fidelizar a sua empresa será justamente quanto ele fizer ao contrário. É fundamental, então, que grandes empresas gerem essa empatia. Mas como isso é possível?

Através da assessoria contábil, a sua empresa terá a capacidade de fazer uma análise crítica sobre os benefícios e diferenciais da própria empresa, o que pode ser explorado e convertido em gatilhos emocionais, como a empatia.

Realismo

O equilíbrio entre o otimismo e o pessimismo. Da mesma forma que alguém muito pessimista sobre o futuro da sua empresa faz muito mal a ela, alguém extremamente otimista pode colocar tudo a perder, também, dando passos maiores do que a própria perna.

É nesse momento que entra a assessoria contábil, fornecendo os limites de cada empresa no tocante a recursos financeiros e cronológicos.

Por mais que a ilusão de ter mais clientes seja atrativa aos olhos do empreendedor iniciante, a assessoria contábil colocará o seu pé no chão para que ele preze pela qualidade do seu serviço, o que o posicionará como referência em sua segmentação, do que a quantidade de clientes que o seu portfólio pode ter. Afinal, tão importante do que ter o seu cliente consigo, é retê-lo em sua empresa.

Confiança é essencial

Por fim, ter confiança em seu projeto empresarial é o grande passo pra você ter sucesso em seu empreendimento. E a assessoria contábil lhe fornecerá dados estratégicos para te assegurar essa confiança e lhe dará o suporte para que você sempre esteja no caminho certo.

Fuja das reclamações ao abrir a sua empresa em Cuiabá

Você pode mapear todas as possíveis reclamações dos seus clientes ao abrir a sua empresa em Cuiabá, saiba como evitar

Ouvir reclamações nunca é algo bacana, principalmente quando vem de alguém que é fonte de renda da sua empresa, os seus clientes. Muitas empresas sofrem muito com reclamações vindas da sua clientela e esse feedback negativo podem fazer até mesmo com que elas fechem as portas. Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, você pode ter a antevisão dos problemas e solucioná-los antes mesmo de abrir as portas.

Na linha tênue das reclamações, existe a melhoria, porém, não seria melhor ao invés de quebrar a cara, aprender com o erro de outras empresas? Muito melhor do que captar clientes ao abrir a sua empresa em Cuiabá, é importante que você foque, também, na retensão deles ao seu negócio. Mantê-los satisfeitos, então, é muito importante para esse processo. Agora, se uma vez ou outra você não conseguir fugir das críticas, o que é natural, esteja sempre disposto a melhorar instantaneamente, não abrindo brechas para novos erros e evitando reclamações, isso desde o momento que você abrir a sua empresa em Cuiabá.

Ao abrir a sua empresa em Cuiabá, atente-se a retensão

Um grande jargão no mundo empresarial é aquele que diz que o cliente sempre tem razão. Essa frase vai até a página dois, até porque o especialista no determinado serviço é você e, embora o seu cliente seja o destinatário de determinado produto ou serviço, ao abrir a sua empresa em Cuiabá a sua busca ainda seguirá sendo ser referência de produção e promoção comercial do seu produto.

É importante que você, ao abrir a sua empresa em Cuiabá, crie um senso de cooperação na construção do seu serviço com o seu cliente. E isso demonstra o motivo de que cada vez mais as empresas que constroem produtos e serviços personalizados estejam ganhando tanto espaço no mercado.

A insatisfação de um cliente é proporcional ao seu desgaste em sua segmentação, já que, segundo pesquisas, um cliente insatisfeito conta a sua experiência negativa a 5 e 8 pessoas, na maior referência de relacionamento e feedback existente no mercado, mesmo com o advento da internet, o boca a boca.

Com a exigência atual do cliente, evitar todo e qualquer tipo de reclamação ao abrir a sua empresa em Cuiabá é garantir uma clientela inicial, retida aos seus produtos e serviços. E o fato da recém-abertura da sua empresa, também a colocará num patamar de opção alternativa para clientes insatisfeitos com outras empresas do mesmo segmento.

Ao abrir a sua empresa em Cuiabá você foi alvo de reclamações? E agora

De um lado da moeda, o construtivismo da crítica., aquela que vai te atrapalhar, se olharmos na óptica mais simplória da coisa, pois afastará os seus clientes em potencial da sua empresa. Do outro lado, as críticas nas quais você criará uma identidade ao abrir a sua empresa em Cuiabá. 75% dos clientes que reclamam de determinada empresa e não retornam ao estabelecimento. Se somados com os números ditos acima, dos 5 a 8 clientes que compartilham a sua insatisfação com outros, gerando uma rede negativa de contatos, esses números se tornam mais ameaçadores.

É justamente por isso, que ao abrir a sua empresa em Cuiabá, você precisa estar temeroso com as críticas, pois elas podem, sim, definir o futuro da sua empresa. Por outro lado, você precisa entender que, hora ou outra, elas aparecerão, e saber lidar é construir um caráter a sua empresa e assegura-lo como filosofia do seu negócio.

Esteja sempre fazendo uma leitura interna da sua característica como empresário e das características da sua empresa, para que, se caso você não tenha características de reconhecimento de problemas, venha a criar essa característica, primeiramente em si  próprio, como empresário e posteriormente a sua empresa.

Saiba como a contabilidade em Cuiabá pode dar uma força nas suas vendas

Braço-direito nas suas vendas, a contabilidade em Cuiabá refrescará a sua memória com ações simples do cotidiano

A falta de criatividade em atrair novos clientes e gerar novas vendas é uma dor de cabeça real para qualquer empresário. E por mais que isso possa parecer superficialmente estranho, uma contabilidade em Cuiabá é o que pode estar faltando para que você venha vender mais em sua empresa. É estranho, porque contabilidade em Cuiabá tende a nos remeter a empresa que trabalha única e exclusivamente com balanços e levantamentos por meio dos números da sua empresa em Cuiabá, mas há tempos que as contabilidades em Cuiabá estão indo na contramão deste estereotipo e auxiliando diretamente no resultado das empresas.

Muitas vezes a mente de empresário nos leva para muito longe, mas é com pé no chão e levantamentos estratégicos nas mãos que a contabilidade em Cuiabá revela que o público-alvo pede algo mais minimalista para que os seus acessos (seja físico ou virtual) ao seu negócio se converta em vendas.

Veja, então, nesse artigo os benefícios nos quais uma contabilidade em Cuiabá pode cooperar para o sucesso da sua empresa, no que se diz respeito à relação de vendas.

1. Contato inicial

A sua empresa em Cuiabá precisa deixar o seu cliente confortável no primeiro contato. Essa primeira impressão tende a fazer com que a relação prospecção e venda fique cada vez mais ativa. Para isso, a contabilidade em Cuiabá fará um levantamento objetivo sobre o perfil dos clientes que são alcançados pelos produtos e serviços da sua empresa. Claro que isso não significa uma assertividade total do seu negócio, mas a tendência é que com o suporte da contabilidade em Cuiabá você ganhe mais subsídios para acertar em cheio o seu cliente, transformando-o em venda.

Você, como um homem de negócios, não deve se colocar refém da intuição, mas, sim, estar sempre confortável pelos números que assegurarão todas as suas ações. E como a primeira impressão, para muitos, é a última que fica, essa etapa é de extrema importância para o desenvolvimento e evolução negócio.

2. Capacitação é importante

Como já abordamos, a contabilidade em Cuiabá é a responsável por descrever o seu público para você de forma mais próxima à realidade. A partir desse momento, é importante que você capacite cada um componente da sua empresa e cada departamento de modo a falar a mesma coisa e que, dentro das suas capacitações, todos se completem. Ao estarem treinados, todos estarão falando a mesma língua, a do seu cliente.

E, convenhamos, treinamento e capacitação não é uma estratégia das mais inovadoras, mas, independentemente de ser, ou não, algo novo, ela conversa com o seu cliente e é um tipo de abordagem que aumenta a probabilidade de vendas, ou seja, vale muito a pena para a sua empresa.

3. Venda e pós-venda

A contabilidade em Cuiabá te dará de lambuja todo o perfil do seu público-alvo e com ele na mão você terá mais subsídios a saber onde será o melhor local de divulgação dos seus produtos ou serviços. Além da abordagem e de toda estratégia a ser trabalhada.

A divulgação gerando resultados, será concretizada em venda. E por mais que você ache que termine por aí, estará enganado. O pós-venda é tão importante, pois é a partir dele que você fideliza o relacionamento com o seu cliente e ganha em reputação. Mensagens de agradecimento e comunicação constante com trocas de feedback é deveras importante e agrega no serviço da contabilidade em Cuiabá.

Consultoria contábil: use e abuse para sair da crise

Esse post já é, por si só, uma consultoria contábil que vai fazer você deixar de se escorar na desculpa da crise e vender lenços enquanto todos choram

Do que você tem medo? Filmes de terror? Altura? Escuro? Da crise? Pois bem, esse medo é real e muita gente tem tremido com essa palavra. Mas você já pensou em superar esse medo de crise? A solução é simples, consultoria contábil. O momento não é fácil, sabemos, a recessão te pegou, você tentou escapar e não conseguiu, mas esse texto serve justamente como um artigo de consultoria contábil que vai te mostrar como esse serviço vai ser um grande aliado para que você venha reposicionar a sua marca e ter sucesso mesmo em meio a tão temida crise financeira.

A estratégia usada pelo serviço de consultoria contábil consiste justamente em um modelo estratégico onde contadores que têm total conhecimento quanto ao posicionamento de mercado auxiliam a sua empresa a driblar a crise financeira. O intuito da consultoria contábil não é negar o inegável, a crise existe, mas é mostrar caminhos para que você venha ser diferente no mundo dos iguais e essa diferença faz com que você gere oportunidades mesmo em meio a escassez.

Ficamos muito reticentes quando vemos que na medida em que a crise é justificativa para tanta coisa negativa o novo HRV da Honda possui uma lista de espera de quatro meses para a sua compra. Afinal, crise para quem? Embora o cenário não seja dos mais otimistas, empresas como a Magazine Luiza, por exemplo, já anunciaram que as expectativas de lucro se mantém esse ano. E o que isso significa? Que há uma consultoria contábil por trás que após todos estudos financeiros garantiu esse resultado, para que tal declaração oficial não vire meme.

O trabalho da consultoria contábil consiste em duas etapas: a primeira, estudar o mercado e saber até onde a empresa pode chegar, prevendo todas as hipotéticas situações. Já a segunda, estipular, dentro da realidade da empresa, ações e métodos para que ela venha se posicionar na contramão das adversidades.

Você tem duas opções: confirmar o que o mercado diz, ter um pensamento derrotista, refletir esse pensamento a suas ações e se debruçar na muleta da crise ou decidir não entrar na crise, se reposicionando, se reinventando, mudando. Afinal, se a vida te der limões, é pra se fazer uma limonada, e não ficar azedo.

Se você parar no tempo, é claro que você tende a perder clientes, agora, o seu reposicionamento te leva a manter esses clientes, e mais, conquistar outros. Certa vez, Albert Einstein disse: “Insanidade é fazer sempre as mesmas coisas e esperar resultados diferentes”. Ao partir para essas ações, você vai movimentar o mercado e contribuir com que a crise não atinga a sua empresa, fazendo diferente e tendo resultados diferentes.

O seu concorrente é bastante importante para todo esse processo, pois estamos falando de livre mercado e ele é fundamental para o fluxo. A consultoria contábil olhará para o posicionamento dos seus concorrentes e posicionarão a sua empresa de forma completamente diferente.

6 conselhos para se tornar um bom empreendedor ao abrir uma empresa

Confira os conselhos que temos que te dar para que você construa uma história de sucesso como empreendedor ao abrir uma empresa

Ao abrir uma empresa, você automaticamente se tornará um empreendedor, o próximo passo é ter sucesso com o seu empreendimento.

Se engana quem diz que empreendedor qualquer um pode ser. Na verdade, o primeiro passo para ser um bom empreendedor é justamente dar o primeiro passo e abrir uma empresa. Ser um empreendedor, já é, por si só, ser alguém que quer tomar uma postura diferente, lançar o seu negócio, iniciar uma tendência ou se tornar uma opção em meio a um segmento.

Com isso, se você já abriu uma empresa, ou pensa em abrir uma empresa, confira este artigo, que vai te apresentar seis dicas básicas para se ter sucesso como empreendedor, sem fórmula mágica ou “receita de bolo”, mas, sim, por meio de ações que precisam ser tomadas diariamente.

1. Policie os seus hábitos

Ao abrir uma empresa, você precisará ser uma pessoa que tenha bons hábitos, o que pode ser relativo dentro de alguns pontos de vista. Entretanto, alguns hábitos são universais para se policiar. Atitudes como pontualidade constante, organização nas atividades, foco, disciplina no ato de trabalho e cumprimento de prazos, não procrastinando durante a esfera geral de tempo, são fundamentais para que você se dê a qualificação e o exemplo necessários para um empreendedor, além de gerar empatia e respeito profissional junto aos seus liderados.

Claro que esses hábitos acima citados são apenas alguns dentre muitos bons hábitos que você pode ter ao abrir uma empresa. O ideal é que você os cumpra rigorosamente, mas que eles façam parte do seu dia a dia de forma natural, e não algo engessado. No livro “O Poder do Hábito”, o repórter investigativo do mais importante jornal do Planeta, o “The New York Times”, Charles Duhhig, através de estudos neurocientíficos, trás a “Teoria dos 21 dias”, que afirma que um hábito se torna um hábito se repetido ininterruptamente por 21 dias consecutivos.

2. Se distraia

Para que você venha ter sucesso como empreendedor ao abrir uma empresa, precisa necessariamente ter um tempo para espairecer. A responsabilidade embutida na frente de um projeto é muito intensa, e não ter um hobbie que te faça relaxar pode o fazer entrar em colapso.

Hábitos como praticar um esportes, fazer maratonas de filmes e séries, sair com os amigos, fazer uma viagem em família etc, faz com que você possa se esvaziar da vida cotidiana estressante de um empreendedor, sabendo separar as suas atitudes de acordo com o que faz no momento, focando no seu trabalho quando precisa trabalhar, pois estará com a mente fresca e descansada em seus momentos fora do escritório.

Quem inclui o profissional no pessoal, tem uma maior tendência em perder o controle emocional, pois estará incluindo o trabalho em seu cotidiano e misturando as coisas. Poupe a sua energia e foque somente em recarregá-la quando precisar.

3. Fique ligado no mercado

Abrir uma empresa deve te fazer abrir horizontes, então evite cair no erro que alguns cometem, que é restringir os seus olhares empresariais apenas para a sua empresa. Quando você abre uma empresa, é importante que você esteja com os olhos abertos para muitas outras, principalmente as concorrentes, mas sem se esquecer que uma ideia vinda de uma empresa de outro segmento pode desencadear outras ideias que interferirão diretamente na vida da sua empresa, tanto positivamente, quanto negativamente. Isso além de conhecer o perfil do seu cliente e todo o histórico de oferecimento de determinado produto ou serviço.

4. Valorize a mentoria

Busque sempre ter ao seu lado pessoas capacitadas e forme amizade com pessoas experientes, referenciais em seu ramo de atuação para que ao abrir a sua empresa, você se inspire em cases de sucesso, colocando em prática o ditado que diz: “Diga com quem andas e eu direi quem és”.

5. Tenha hábitos saudáveis 

Você precisa estar ligado na sua saúde, física e mental para que você consiga dar conta da sua empresa. Então, é importante que você não se deixe levar por hábitos pouco saudáveis, de comidas rápidas de fast foods e afins. Você precisa estar com a saúde em dia ao abrir a sua empresa, pois não adianta você abrir o seu negócio e acabar com a sua vida.

Além de se alimentar bem, é importante que você faça algum tipo de atividade física periódica e passe por terapia psicológica, para que o seu cérebro não se abale com as adversidades e desafios do cotidiano do empreendedor.

6. Tenha ouvidos atentos

É muito importante que você tenha humildade para saber ouvir todas as pessoas e entender que toda crítica construtiva, independentemente de quem venha, pode gerar um posicionamento e uma postura nova. Mas tenha um filtro para separar as criticas de pessoas especializadas no ramo de negócio da sua empresa e dos feedbacks vindos de percepções avulsas.

Saiba como se tornar um bom empreendedor em Cuiabá

Para se tornar um empreendedor de sucesso em Cuiabá cabe algumas dicas práticas, saiba quais são e as coloque em prática

Muita gente acha que para entrar no mundo empresarial precisa fazer parte de um grupo secreto ou seguir uma receita de sucesso, o que não é bem assim. Para início de conversa, saber que cada empreendedor possui desafios diferentes e formas distintas de se trabalhar é muito importante. Por outro lado, existem pontos interessantes a se conhecer para se tornar um bom empreendedor.

Logo de cara, é importante que o empreendedor conheça o básico do ramo empresarial e do segmento onde ele deseja atuar. Nesses casos, é imprescindível o auxílio da contabilidade em Cuiabá do início ao fim.

Muitas pessoas se enganam quanto a função da contabilidade em Cuiabá, ainda tendo a falsa e antiquada impressão das contabilidades serem agentes apenas de levantamento financeiro. Entretanto, hoje em dia, com o avanço da informatização e a rapidez na troca e no conhecimento de informações, a contabilidade em Cuiabá tem um papel muito importante justamente na construção de estratégias de negócio e de planejamento, que interferem diretamente no sucesso da empresa e, por tabela, do empreendedor.

Sabe em quais tipos de compreensão a contabilidade em Cuiabá pode ajudar? Confira neste artigo.

Pense estrategicamente

Pensar e pensar estrategicamente é muito diferente. Nem todo mundo que pensa, pensa estrategicamente, mas todo mundo que pensa estrategicamente, coloca a massa encefálica para funcionar, e como. Parece fácil, né, só pensar!? Pois é, mas nem é tão fácil assim, não. Pensar estrategicamente não cabe apenas sentar e ficar pensando, mas cabe analisar, pesquisar e avaliar a rentabilidade da ideia. O pensamento estratégico passa estritamente pelo trabalho conjunto a contabilidade em Cuiabá, que terá o balanço de dados e perspectiva do mercado, principal mecanismo para se pense de forma estratégica, se pesquise e estude.

Inove

Saia da caixinha. Empreender é inovar, logo, não adianta criar uma opção igual para os mesmos problemas. Busque ser mais dinâmico e trabalhe alinhado com o crescimento tecnológico. Além disso, procure definir pontos diferenciais da sua empresa. Quando analisamos o segmento do mercado onde a empresa está por meio dos balanços entregues pela contabilidade em Cuiabá, conhecemos como o nosso público pensa e como a nossa concorrência trabalha, podendo migrar nossas ações na contramão de algumas atitudes.

Seja rápido

No mundo nos negócios, tempo é dinheiro, literalmente. Por mais assertivo que você queira ser, com o óbvio desejo de certeza na hora de desenvolver determinado negócio, você precisa saber que assertividade também passa por dinamismo, ou seja, qualidade somada a rapidez. Claro que vale ressaltar que pressa e rapidez são duas coisas distintas entre si. No mundo dos negócios, não temos que querer ser mais rápido que o próprio tempo, mas, sim, estar alinhado com ele para que venhamos agir no tempo certo, sem perder um segundo sequer.

Você pode se sentir preparado e no tempo certo para que não marque toca no desenvolvimento do seu negócio, ao ter em mãos dados estratégicos levantados especialmente sobre especialistas da contabilidade em Cuiabá.

Seja a resolução

Vá direto ao ponto na hora de resolver problemas, seja específico e mostre para o cliente que a única empresa que pode solucionar aquilo que ele precisa, é a sua. Conte com a contabilidade em Cuiabá para buscar saber como o mercado atua, como o seu cliente pensa e como você pode agir.

Crie um CNPJ

Abra sua empresa dentro das conformidades da lei. A registre por meio do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Assim como você possui uma identidade e um Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF), a sua empresa precisa estar regularizada nacionalmente, para contribuições legais dentro do regimento federal.

Esse assunto é de conhecimento específico da contabilidade em Cuiabá, pois é ela que necessariamente conhece as burocracias específicas e o processo que é abrir uma empresa formalmente em Cuiabá.

Equipe de sucesso

Por fim, negócio montado de forma regular, a tendência é você crescer como um empreendedor de sucesso e, para isso, precisará ter uma equipe de sucesso ao seu lado. Busque as melhores pessoas para compor a sua equipe e conte com a contabilidade em Cuiabá para, ao lado do departamento pessoal, levantar dados de avaliação das pessoas que se envolverão no seu negócio.

A diferença entre planejamento estratégico e planejamento financeiro

Para que a sua empresa caminhe na captação de novos clientes, precisa necessariamente conhecer a diferenças entre planejamento financeiro e estratégico

Planejamento estratégico e financeiro são termos muito usados no mundo contábil e empresarial. Mas, diferentemente do que muitos pensam, um planejamento não tem nada a ver com o outro. E a intenção deste artigo é justamente fazer essa desmistificação dos modelos de planejamento estratégico e financeiro. Confira a partir de agora tais diferenças e caminhe com mais conhecimento no proceder das suas estratégias empresariais.

A oposição entre estratégia e finanças 

Quando a ação empresarial firma-se apenas nos levantamentos de dados monetários, o planejamento ainda é único e exclusivamente financeiro, o que é um serviço que tem ficado menos em voga no mercado desde a chegada do planejamento estratégico, que traça diversos tipos de planejamento para uma empresa, de acordo com os acontecimentos e fatores diretos e indiretos do segmento em questão.

O planejamento estratégico compactua com a expansão da própria empresa e do mercado em questão, pois utiliza-se de todos os mecanismos de dados fornecidos pela contabilidade parceira do negócio para criar o melhor plano de ação personalizado à empresa.

De modo geral, o planejamento financeiro e estratégico se opõe na forma de se trabalhar, em seu mote e no seu foco específico, mas ambos caminham juntos entre si.

Processo

Para entendemos o processo que diferencia o planejamento financeiro do planejamento estratégico, basta observarmos a sequência a seguir:

  1. Orçamento anual com foco funcional, o planejamento financeiro não visa o estudo do ambiente, pois é pragmático;
  2. Planejamento baseado em previsão, tem a inclusão do planejamento financeiro de cunho plurianual para uma perspectiva mais robusta;
  3. Planejamento quando é orientado de forma externa, é feito uma análise detalhada da empresa com foco na competitividade;
  4. Planejamento estratégico, com a conjectura estratégica definida estritamente pela contabilidade, para o planejamento geral de negócio da empresa.

De modo geral, as duas primeiras categorias listadas contabilizam de forma integral as perspectivas financeiras, correspondendo, assim, apenas aos resultados monetários da empresa. Já os dois últimos passos do processo são mais amplos e, aí sim, acampam a ideia de planejamento estratégico.

Orçamento

Muitas pessoas utilizam-se do termo “orçamento” para referir-se sobre planejamento financeiro, porém, se enganam que o planejamento de finanças é algo recorrente à empresa, já o orçamento desempenha um caráter mais anual. O planejamento financeiro, no caso, tem um ponto de partida e um ponto onde quer chegar dentro dos seus estudos de desempenho e previsões estratégicas, o que, por si só, também difere-se do planejamento estratégico, que é mais amplo e minucioso.

Abrir uma empresa: como empreender?

Nesse artigo você vai aprender todos os passos do empreendedorismo para que você conheça essa necessidade de forma prática

Uma pergunta para você que deseja abrir a sua empresa: você se considera um empreendedor? Ta aí um dos grandes debates do mundo empresarial, o conceito de empreender. Uma das definições mais importantes está no livro “Capitalismo, socialismo e democracia”, escrito pelo economista austríaco Joseph A. Schumpeter no ano de 1942, quando ele apresenta o que o próprio denomina “desconstrução crítica”, que, na prática, nada mais é do que o ato de abrir uma empresa, já que na teoria o termo quer dizer dar vazão a ideias novas no lugar de conceitos ultrapassados, o que também tende a gerar a concorrência e a disputa, principal identidade do mercado. Ao abrir uma empresa, você está se desfazendo do antigo e criando um novo, além de gerar a famigerada concorrência.

Quando você descobre, então, que ao abrir a sua empresa, está sendo empreendedor, aí vai o banho de água fria, você ainda não é, pelo menos não ainda. Existe uma linha tênue entre o empreendedor e o visionário, sendo que todo empreendedor é visionário, mas nem todo visionário é empreendedor, ou seja, um completa o outro. Para que você entenda melhor, visionário é aquele que toma o primeiro passo de abrir a empresa, geralmente o passo mais fácil em relação aos outros, mas mais difícil por ser o primeiro e requerer justamente uma postura mais visionária. Já o empreendedor é aquele que, além de dar o passo visionário, planeja estrategicamente e faz, é aquele que abre a empresa, põe em prática. Como dizia o professor canadense, Louis Jacques Filion, “Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões”.

Já se nasce empreendedor?

Empreender não é algo genético. Então, não, não se nasce um empreendedor. Apesar do empreendedor ser um ser social, e da sua percepção individual e a sua forma de enxergar as coisas interferirem diretamente em suas ações, não é uma carga genética que vai dizer se ele tem ou não o tino de empreender, mas, sim, as suas posturas práticas.

As ações desenvolvidas por alguém para se tornar um empreendedor passam pelo trabalho e pela inteligência econômica e estratégica em desenvolver um projeto de negócio para abrir a sua empresa.

Como diz a professora Maria Inês Felipe: “a profissão empreendedor não é fruto do nascimento ou de herança genética, mas resultado de trabalho, talento e reserva econômica. É própria de uma sociedade capitalista liberal e de sua ideologia de sucesso individual”.

O que leva alguém a abrir uma empresa?

Na maioria das vezes é a “ambição” e a independência, mas cabe uma explicação às aspas na ambição, pois aqui tratamos ambição no bom sentido da palavra, aquela que nos gera a motivação de buscar um lugar melhor do que estamos atualmente. Dito isto, vale ressaltar que por mais que a ambição e o senso de independência seja os principais motivos para se abrir uma empresa, existem muitos outros motivos comuns, como: a insubordinação e alguns motivos alheios a vontade pessoal, como o desemprego, por exemplo.

Mas para pensar no sucesso da empresa, vale refletir muito na motivação da sua abertura, se ela possui um ideal maior do que o ideal pessoal ou apenas é um mecanismo para que você se livre de determinado problema, seja ele qual for.

Pessoas que buscam fazer do seu empreendimento um modo de conforto pessoal, está indo para o caminho errado e desconhece o conceito de abrir a sua empresa, já quem  o chefe é o único na empresa a não ter teto de vidro, além dele ser o primeiro a entrar e último a sair para dar exemplo e mecanizar os resultados da empresa.

Isso é empreender, se doar ao negócio como um projeto que confunde-se por si só com a vida do próprio empreendedor.

O perfil do tipo de pessoa que abre uma empresa

No livro “O empreendedor: descoberta e desenvolvimento do potencial empresarial”, Vera Pati lista algumas características que, segundo ela, definem a postura de sucesso de um empreendedor. São essas posturas:

· ser motivado pelo desejo de realizar;

· corre riscos viáveis, possíveis;

· ter capacidade de análise;

· precisar de liberdade para agir e para definir suas metas e os caminhos para atingi-las;

· saber onde quer chegar;

· confiar em si mesmo;

· não depender dos outros para agir; porém, sabe agir em conjunto;

· ser tenaz, firme e resistente ao enfrentar dificuldades;

· ser otimista, sem perder o contato com a realidade.

O reconhecimento do empresário bom pagador por meio da contabilidade fiscal

Entenda como a contabilidade pode ajudar o empreendedor a se beneficiar com o seu bom pagamento, a notícia foi dada na Semana Global do Empreendedor

Empresários bom pagadores poderão ser reconhecidos de forma prática, com benefícios e/ou bonificações na questão da tributação de impostos. Essa notícia além de ser muito importante para aqueles empresários de pequeno e médio porte, demonstra a importância da contabilidade fiscal no processo administrativo, por meio da auditoria e da organização das contas para que os empresários cumpra sempre os prazos prescritos. Muitos empresários deixam de cumprir prazos em processos burocráticos devido as jurisprudências, já que o recurso em alguns casos não lhes falta. Nessas situações, se eles tivessem uma empresa de contabilidade por trás lhe representando, teria dinamizado o processo.

A informação de um futuro projeto foi dado pelos presidentes do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, e da República, Michel Temer, durante a Semana Global do Empreendedorismo.

Além do estímulo, o auxílio

Fora a ideia de lei apresentada que estimula os empresários de médio e pequeno porte através do reconhecimento ao bom pagador, existe a PL (Projeto de Lei) 171, que tramita no Congresso Nacional desde 2015 e promulga o refinanciamento de dívidas relacionadas a pequenas e médias empresas. Ambas as situações facilitariam a vida do pequeno e médio empresário brasileiro.

Mas um sinal da importância da contabilidade fiscal na vida do pequeno e médio empresário nesse processo, é a sua auditoria constante, contabilizando valores a serem pagos de impostos e tributos, mantendo em dia esse pagamento, auxiliando muito na saúda da empresa do vermelho a partir do momento do refinanciamento e mais ainda na sua manutenção no mercado e do pagamento das parcelas acordadas.

Crescer sem medo

As mudanças promovidas a partir do projeto “Crescer Sem Medo” já começaram a valer para pequenas e médias empresas neste ano de 2018. As mudanças incluem o aumento do teto do faturamento do Simples Nacional que subiu de 3,6 para 4,8 milhões de reais. Essa ação faz com que mais empresas simplifiquem a sua forma de pagamento por meio do Programa “Simples Nacional”, dando um grande refresco para as contabilidades fiscais destas empresas.

Além disso, ainda haverá progressão da alíquota já praticada no IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física). Desta forma, cabe a contabilidade fiscal ficar atenta se a empresa ultrapassa o seu ganho máximo permitido. Se isso acontecer, uma nova alíquota será aplicada no valor que for ultrapassado.

As notícias deste artigo foram passadas pelo presidente do Grupo Sebrae, Guilherme Afif Domingos, assim como o próprio presidente brasileiro, Michel Temer, durante o SGE (Semana Global do Empreendedorismo). O evento já se notabilizou, nos últimos três anos, como o maior do Planeta, quando o assunto é pequenos e micro empresários. 2,5 milhões de pessoas já passaram pelo evento em cerca de 10 mil atividades.

A contabilidade em Cuiabá e o seu perfil de liderança: PARTE 3

No último texto da série, confira os últimos perfis de liderança traçados pela contabilidade em Cuiabá para agregar à sua empresa

Depois de traçarmos diversos perfis de liderança para a sua empresa e mostrarmos como a contabilidade em Cuiabá pode auxiliar na identificação desse perfis, além dos pós e contras destas posturas em relação a equipe na qual você lidera, chegamos ao terceiro e último texto que vai enumerar posturas de liderança.

Ao observar cada perfil de gestão e comando de equipe, você pode se ver, negar a si mesmo ou reconhecer que precisa melhorar em alguns pontos, seja acrescentando ações ou tirando o pé em outros sentidos.

Não só como suporte de autoconhecimento, o artigo também tem como intuito o fazer pensar por parte do líder, para que se chegue a conclusão da importância da contabilidade em Cuiabá como agente estratégico, até mesmo em situações onde não vemos abertura técnica. Além disso, faz rever postura e compreender as condições necessárias para que, ao mesmo tempo, os liderados não fiquem tão frouxos que não trabalhem e nem tão presos que se sintam engessados em seu ambiente de trabalho, e não produzam.

Individualista

O líder individualista é aquele que tem o mundo em suas mãos. Geralmente é alguém inexperiente no cargo de direção e por isso mesmo coloca os pés pelas mãos, já que chegou ao cargo por méritos profissionais, mas esquece que para exercer o cargo de liderança não basta ser um bom profissional, mas é extremamente importante saber gerir pessoas. E no compasso em que o líder é centralizador, os seus liderados tendem a se sentir desmotivados, enquanto com o tempo o seu corpo e a sua mente sobrecarregarão.

Diferentemente do que muitas empresas acham, o líder centralizador, por assumir a bronca, não é tão bom assim. No frigir dos ovos, os resultados produzidos por uma pessoa tendem a ser menores do que os de uma equipe. Sendo assim, cabe a contabilidade em Cuiabá justamente fazer essa medida e trazer a tona dados e levantamentos que levem o líder a ser mais aberto nas suas posturas.

Liberal

O líder liberal precisa estar muito convicto das suas posturas, justamente porque ser liberal é uma estratégia arriscada, mas muito positiva se bem trabalhada.

Para ser colocada em prática, cabe ao líder conhecer muito bem a sua equipe de trabalho, tendo a plena certeza de que eles vão ter o melhor desempenho possível, estar livre para desenvolver ideias e respeitarão limites e prazos.

No fim, o papel da contabilidade em Cuiabá está em fazer o levantamento de desempenho da liderança liberal e saber exatamente até onde ela pode ir.

Inspiração

A miragem ideal do líder é aquele líder que gera inspiração para os seus liderados em todos os sentidos e esferas possíveis.

O líder inspirador tem essa alcunha porque sabe lidar com todos da equipe, independentemente do tempo no qual estão na empresa, seus níveis e cargos. Além de ser visionário ao extremo e saber construir valores aos funcionários novos.

Encerramos, então, a série de textos com o líder inspirador para que, mesmo entre erros e falhas a serem lapidadas nos outros estilos de liderança, você chegue ao final com o foco específico e sabendo o tamanho da importância da contabilidade para que você chegue até o ponto que se espera.

A contabilidade em Cuiabá e o seu perfil de liderança: PARTE 2

Vários perfis de liderança podem ser traçados por meio de um serviço de contabilidade em Cuiabá, confira o segundo texto sobre o tema e outros perfis

No nosso primeiro texto da série de perfis que a contabilidade em Cuiabá pode traçar sobre o seu posicionamento  à frente da empresa dentro dos padrões de líderes e chefes que temos, mostramos um paralelo entre líderes cooperativos e chefes centralizadores, do autoritário ao chefe clássico, que tentam abraçar o mundo com medo de que um talento mais competente venha tomar o seu lugar. Nesse segundo texto, vamos traçar mais perfis de liderança que a contabilidade em Cuiabá pode demonstrar quanto ao seu perfil, o perfil da sua empresa e o perfil do mercado em que a sua empresa está.

Workaholic

Caso você não saiba o que significa workaholic, é um termo em inglês que traduzido representa o sujeito “viciado em trabalho”. O líder workaholic é movido por resultados e não se importa de trabalhar muitas horas por dia, colocando em risco até a sua qualidade de vida. Para ele, a qualidade de vida se traduz em resultados positivos.

É um cara movido por metas e desafios, o problema é que o líder workaholic tende a cobrar a mesma postura dos seus liderados, entretanto, tudo em excesso faz mal, e com o trabalho não é diferente.

Enquanto por um lado, os resultados costumam motivar a equipe, por outro, um líder desse perfil pode distorcer limites pessoais.

Cabe a contabilidade em Cuiabá traçar o perfil da empresa e dos funcionários para medir o nível de aplicação que a empresa precisa para combinar as ações em uma medida que os resultados surjam sem conflitos internos.

Paterno

Agregador, busca sempre o bom relacionamento entre cada um dos seus liderados, tratando-os como se fossem de sua própria família. Entende que a cooperação e o clima amistoso dentro do local de trabalho precisa ser valorizado acima de tudo, o que pode ser um erro, quando entendemos que os resultados definem as estratégias de ação.

Embora um bom ambiente seja benéfico para os resultados, uma pitada, na medida, de cobrança não faz mal para que os funcionários não se acomodem e busquem cada vez mais o seu melhor desempenho para com a empresa.

Geralmente, o líder paterno não sabe cobrar, pois tem uma concepção desconexa do feedback e mesmo sendo bastante humano e bem quisto não faz bem para a saúde dos resultados da empresa.

Vendo os benefícios do agregamento do líder paterno à equipe, cabe a contabilidade em Cuiabá, ao indicar o perfil dos liderados, do mercado e da empresa de modo interno, busque traçar estratégias para que o líder paterno venha munir a sua inteligência pessoal com os métodos estratégicos, sendo o líder da empresa sem deixar de ser o amigo da galera.

Técnico

Bem como o líder de postura paternal, o líder técnico é um cara de família, que quer trazer a sua equipe para si. Entretanto, a forma com que o líder técnico busca agregar a sua equipe é diferente do líder paizão, já que o líder técnico, em busca da unidade em sua equipe, trabalha a proximidade por meio do autoconhecimento e do despertar das qualidades e do empenho dos seus liderados

Mas se de um lado o empenho do líder técnico gera um nível de profissionalização maior aos seus liderados, por outro lado a sua postura pode, por vezes, parecer pasteurizada, já que ele tende a ver sempre a gestão de pessoas algo corrigível com treinamentos, capacitações e workshops, sempre de cunho técnico, esquecendo um pouco a importância do tratamento humano, que conta muito na gestão de uma empresa.

Cabe, então, a contabilidade em Cuiabá, achar a medida entre o profissional e o pessoal, dando um pouco de tato paternal ao líder empenhado apenas com o sucesso técnico. A qualificação do autoconhecimento é fundamental no enquadramento desse tipo de ação.

Como uma contabilidade em Cuiabá pode traçar o seu perfil de liderança – Parte 1

Dentro dos dados estratégicos que a contabilidade em Cuiabá fornece, você pode entender o seu perfil com líder na sua empresa

Se você acha que é a melhor pessoa que pode falar sobre você como um profissional à frente da sua equipe, saiba que está enganado. Com uma visão extremamente intimista, a tendência é que você, dentro da sua perspectiva, seja imparcial. Bem como as opiniões de seus liderados que, mesmo olhando de fora, analisarão de acordo com o seu relacionamento e suas visões particulares. Para as definições que a empresa precisa, é ideal que você tenha consigo o auxílio de uma contabilidade em Cuiabá.

A contabilidade em Cuiabá trabalha diretamente com números e são exatamente os números que falam sobre a perspectiva da liderança direcionada a empresa. A contabilidade em Cuiabá traça a perspectiva da liderança dentro de um conceito integral do negócio, e como o comando tem influência no fator motivação e desempenho com um todo no empreendimento é importante que os números sejam levantados pela contabilidade em Cuiabá.

Por isso mesmo, o artigo mostra, além da importância da contabilidade em Cuiabá em perspectivas que nem imaginamos, também os modelos de liderança para você ver qual mais se enquadra com o seu, ou os fatores que você precisa mudar ou manter de acordo com o perfil da sua empresa e dos seus liderados.

É válido informar, também, que esse primeiro texto tem apenas três perfis de liderança, mas ele será o primeiro de uma série, a fim de não deixar o artigo muito extenso. Então, a ideia é que você leia e logo procure uma contabilidade em Cuiabá para se inteirar sobre o assunto.

Partindo disso, esse artigo tem como finalidade demonstrar o perfil de cada líder. E se você está curioso em saber qual é o seu, procure uma contabilidade em Cuiabá. Mas lembre-se, esse texto ainda o primeiro de uma série, logo, outros perfis ainda serão demonstrados.

Chefe Tradicional

Caricatura dos chefes de desenhos animados e filmes, como uma criatura inapelável, que não respeita os liderados, muito por morrer de medo de ser passado para trás.

É praticamente impossível que algum liderado goste desse tipo de chefe, mas é praticamente impossível, também, que alguém diga isso abertamente, muito por medo das consequências do poder e do autoritarismo do chefe. Vive no limite do temor e nunca do respeito.

Procurando bem a fundo, o único benefício que podemos enxergar nesse tipo de chefe é que a sua empresa geralmente vai estar dentro de suas conformidades, já que ele dificilmente será contrariado. Mas convenhamos, esse benefício é muito mais individual do que coletivo.

Líder consensual 

O avesso do chefe tradicional, já que ao invés de afastar os seus liderados, quer trazê-los para si. Geralmente é cativante e boa praça – mas precisa tomar cuidado para não soar a sua postura forçada.

Quando existe alguma problemática, o líder consensual é democrático e busca agregar toda a sua equipe. Porém, essa democracia tem o seu ônus quando se trata de lidar com funcionários que não gostam de ter suas vontades contrariadas. Por isso, a falta de pulso do líder consensual pode fazer com que ele perca a mão da sua equipe.

O autoritário

Por mais que pareça, tem uma diferença peculiar entre o autoritário o chefe: a motivação na autoridade. Enquanto o chefe é autoritário gratuitamente, para se sentir temido, o autoritário usa da autoridade para que as coisas fluam do seu jeito.

Geralmente, o autoritário é talentoso, mas não possui senso de equipe, não abrindo espaços para sugestões e feedbacks.

O grande benefício do líder autoritário é justamente a busca intensa pelos resultados. Então, por mais que o seu senso de equipe seja nulo no tratamento pessoal, para uma empresa muito mais focada em produtividade do que com as relações pessoas (o que não é o ideal a empresa alguma) o líder autoritário é muito bem visto.

Agora, no frigir dos ovos, quando não existe senso de equipe, a tendência é ter funcionários desmotivados, logo, embora o líder faça de tudo pelos resultados, sem a equipe correndo junto, a dificuldade no alcance dos resultados é muito maior.

Por um lado, o líder autoritário será movido por resultados e dentre todos os esforços possui grandes chances de gerar números positivos à empresa, porém, esses números serão conseguidos custe o que custar e pode custar caro para a gestão de pessoas, gerando uma rotatividade grande de funcionários, que podem se desgastar e deixar a empresa. Além de ter em sua equipe funcionários desmotivados e que pouco rendem, mesmo com a voracidade do líder em busca dos seus resultados.

Bem, ainda temos uma série de líderes para apresentar como o líder paternal, marcador de ritmo, treinador, centralizados, liberal etc. Acompanhe os nossos artigos e busque correndo uma contabilidade em Cuiabá para traçar o perfil da sua liderança para que, se preciso for, você adeque a sua forma de trabalhar de acordo com a sua equipe, mercado e demais circunstâncias.

As vendas estão baixas? O serviço de contabilidade pode ser a solução

Você precisará descobrir o que motiva as suas vendas, para isso os serviços de contabilidade lhe auxiliarão

Hoje em dia, o grande desafio das empresas é superar a intensa concorrência, isso independentemente do segmento de atuação em que elas estão. A crise financeira é um fator preponderante para o estigma em que está o mercado comercial brasileiro, onde muitas empresas por conta da retenção financeira acabou rompendo contratos e findando serviços. Mas claro, nem tudo é culpa da crise, e precisamos prestar atenção se a forma de trabalho da empresa tem gerado resultados internos, ou seja, motivado os funcionários a produzirem. E as vendas é um reflexo da motivação, ou não, das pessoas da sua empresa.

Posicionamento atual

Lembram daquele desenho “Corrida Maluca”? Então, a impressão que dá muitas vezes é essa quando olhamos para diversos segmentos de mercado. Várias empresas correndo, mas sem saber aonde querem chegar, e é aí que começa a desmotivação.

Quando se coloca muito esforço em algo que tende a não dar resultado, a tendência é que tanto a equipe quanto o departamento se desmotive com as negativas, o que respinga na produtividade da empresa.

Mudança de perspectiva

Em que ponto essa perspectiva pode ser mudada? É no momento em que a empresa começa a explorar os serviços de contabilidade para construir as suas estratégias de equipe, fazendo com que, no frigir dos ovos, toda a equipe se torne como vendedores por engajamento, o que vai além do ofício.

Mas para isso, os seus funcionários não poderão estar desgostosos na sua empresa e o serviço que fará todo esse mapeamento de satisfação somado a produtividade será justamente o serviço de contabilidade.

Cabe ao serviço de contabilidade, por meio de balanços e estratégias técnicas, notar o período de maior produtividade da empresa e o menor, fazer essa análise e observar o ambiente da empresa, quais eram os funcionários que estavam lá na época, o que e como os serviços em geral eram feito e o por quê o fluxo de vendas era positivo, em contraponto com o negativo.

É por meio dos levantamentos feitos por esses serviços de contabilidade que a empresa, ainda junto com os serviços de contabilidade, formatará a melhor estratégia coletiva, departamental e individual, visando a retomada de motivação na empresa, partindo por seus funcionários.

Cabe, após a estratégia traçada, a continuação dos levantamentos por parte do serviço de contabilidade, já que todos os fatores estratégicos do negócio passa por ele.

Concluímos então…

Que vendas e serviços de contabilidade estão totalmente relacionados, isso porque a motivação passa diretamente por estratégias a serem traçadas pela empresa, e toda estratégia precisa ter embasamento e esses embasamentos estão vinculados aos serviços de contabilidade, que terá o domínio em mãos do maior fator de embasamento quando se trata do mundo empresarial, os números.

Assessoria Contábil: como empreender digitalmente

A grande marca das vendas atualmente é o mundo online, mas existem alguns cuidados a serem tomados para fazer esse investimento

O setor e-commece cresceu 12% em 2017, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), movimentando cerca de 60 bilhões de reais. O universo virtual tem sido a menina dos olhos para aqueles que querem investir, mas engana-se que quem acha que basta criar um site e sair vendendo. O universo de vendas digitais tem as suas peripécias, e esse texto veio para responder algumas dúvidas acerca desse universo de forma de assessoria contábil num cunho exatamente virtual.

  • Sim, vale a pena

Apostar no mundo digital vale a pena, mas, sempre tem um mas. Só o fato de você apostar no universo digital não é garantia de sucesso, mas, sim, é necessário um bom planejamento por trás, no qual será trabalhado de forma semelhante a empresa física com foco na eficácia do atendimento e na entrega, que no caso dos negócios físicos são instantâneos e no case virtual precisará se alinhar a uma logística. Em todos os casos, é muito importante passar, antes de tudo, por um processo de assessoria contábil para enquadrar o seu projeto a sua realidade financeira.

  • Dá pra se ter um negócio virtual mesmo sem conhecer de TI

Conhecer sobre programação não é fator fundamental para se ter uma empresa virtual, isso porque dificilmente você terá que desprender o seu tempo programando. É importante que você tenha por trás do projeto uma assessoria contábil, que justamente vai te pontuar se é melhor terceirizar esse departamento de programação ou se é melhor que a empresa tenha o próprio, até para evitar transtornos e ter o departamento sempre disponível ao suporte.

Mas uma coisa que é muito boa de ser separada é o negócio virtual sendo um negócio exclusivamente virtual ou ele sendo uma extensão de algum negócio físico. Em todos os casos, você precisará passar por uma assessoria contábil antes de colocar qualquer projeto em ação.

  • Entre o físico e o online

A maior semelhança entre o universo físico e o online é que em ambos a primeira impressão é a que fica. A diferença entre as primeiras impressões do universo físico e online está exatamente no ambiente. Nas lojas físicas, a primeira impressão está na localização, no que elas aparentam e na forma na qual a equipe de venda irá lhe atender. No meio online, essa ambientação e suporte é feito de forma virtual, sendo que o ambiente é o design do site, que precisa ser atrativo e adequado ao público alvo,  já a ideia do suporte é ser bem específico, atendendo exatamente o que o cliente deseja saber no mínimo de tempo possível.

Agora, quando falamos de diferenças entre o físico e online, falamos exatamente sobre as estratégias de divulgação. Enquanto o online se vale exatamente do universo online, sendo que os mecanismos de busca e as redes sociais são os grandes mecanismos de divulgação, o meio físico utiliza-se de algumas trivialidades do”mundo real” para impulsionar a marca.

Independentemente da grande proporção do e-commerce, se não existir uma logística em cima do projeto ele dificilmente terá progresso. Uma assessoria contábil vai adequar a sua realidade financeira àquilo que você quiser produzir.

Será que abrir um negócio vale a pena? Consulte uma contabilidade em Cuiabá

Para que o seu negócio vença o período médio de existência das empresas brasileiras o auxílio de uma contabilidade em Cuiabá é essencial

Como tudo na vida, o planejamento é o primeiro passo antes de tomar qualquer atitude, e no campo empresarial não é diferente. Entretanto, quando se trata de planejamento empresarial um grande braço de auxílio é a contabilidade em Cuiabá.

De acordo com a Pesquisa de Sobrevivência das Empresas do Brasil realizada em 2016 pelo SEBRAE, a média de sobrevivência das empresas brasileiras é de 77%. Mesmo assim, segundo a Global Entrepreneurship Monitor (GEM) o Brasil ainda é um dos países do mundo que mais empreende. Claro que ultimamente o número de empreendedores, principalmente individuais (os chamados MEIs), têm crescido por conta da crise financeira, já que empreender a cada dia tem se tornado uma opção para aqueles que não têm perspectiva de encontrar um emprego CLT.

Mas engana-se quem acha que o empreendedor está suave, fará seu horário e terá uma gama de funcionários trabalhando para si. Isso é uma ilusão. O chefe geralmente é o primeiro a chegar e o último a sair, dono de todas as responsabilidades e que precisa ter sob o seu domínio todo o planejamento da empresa. E é por isso que o auxílio da contabilidade em Cuiabá é fundamental para a saúde do negócio.

A contabilidade em Cuiabá irá lhe dar total apoio para abrir o seu negócio em pontos como:

Planejamento

Ou business plan, o plano de negócios, será estipulado pela contabilidade em Cuiabá a traçar passo a passo a perspectiva da sua empresa, para afetar positivamente e com mais assertividade em cada estratégia. A partir do plano de negócios que você irá fazer toda estipulação do mercado por meio da sua segmentação.

Financeiro

É o capital da empresa, que não é necessariamente um fator apenas financeiro, mas de investimento de tempo e  de recursos desempenhados inicialmente pelo próprio empresário, mas que por meio da contabilidade em Cuiabá pode gerar atração a terceiros, os investidores.

Pró-labore

Valor que em todos os meses é tributado dos sócios-proprietários da empresa. Essa quantia está ligada a contribuição à Previdência Social.

Concorrência

A contabilidade em Cuiabá vai estudar não só a sua empresa, mas seus concorrentes e toda a esfera do mercado. Saber os pontos fortes e fracos dos seus concorrentes é muito importante que você posicione a sua empresa.

Publicidade

Nos dias atuais, os mecanismos de publicidade ficaram mais intensos por meio da era digital, mas isso não significa que a questão da divulgação está resolvida. A contabilidade em Cuiabá irá observar o seu público-alvo de modo geral para saber onde você depositará os esforços da sua divulgação, até porque o erro de divulgação significa falha de gestão.

Por que fornecer benefício de alimentação aos seus colaboradores?

Entre os fatores de influência dos benefícios de alimentação estão as vantagens fiscais, melhoria na produtividade e aumento na capacidade da equipe

A Lei em combate a fome e desnutrição foi promulgada em 1976 pelo Governo Federal e tem como ideia a contribuição das empresas privadas aos seus colaboradores no que diz respeito aos benefícios de alimentação. Em contrapartida, as empresas têm incentivos fiscais a fim de que elas contribuam com os seus funcionários que, no mínimo, tenham renda de até cinco salários-mínimos.

Precisamos entender que muito embora o ideal seja o funcionário trabalhar focado no ideal da empresa, ele chegou até lá através de um ideal pessoal que passa por basicamente em colocar a comida diária na mesa da sua casa, então, garantir isso por meio dos benefícios de alimentação já fará com que a empresa ganhe o funcionário para si, diminuindo a sua preocupação ao resguardar na esfera da alimentação.

Vamos ver, então, alguns pontos para que você venha entender o motivo da importância dos benefícios de alimentação para a empresa.

Questões fiscais

A empresa que contribui com o PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador) terá o valor investido podendo ser deduzido no Imposto de Renda, além da isenção do valor investido em benefícios de alimentação no Programa de Previdência Social.

Evita riscos

Para se ter uma ideia da importância dos benefícios da alimentação, é que com a crise financeira mais da metade dos trabalhadores do nosso país cortaram suas idas nos almoços fora de casa, o que é muito negativo numa perspectiva de saúde e motivação da empresa.

Muito desses trabalhadores passaram a substituir suas ida aos restaurantes por lanches que nada beneficiam sua saúde. Já outros fazem a sua marmita, utilizando de um tempo que possivelmente não têm, principalmente aqueles que trabalham e estuda ou moram longe de onde trabalho. O que pode acarretar em desmotivação, já que o funcionário, para preparar o seu alimento, pode utilizar o seu tempo de sono e descanso, por exemplo.

Relacionamentos

Nesse sentido, o benefício da alimentação dos funcionários não se encontra propriamente em encher a barriga, mas, sim, no valor pessoal. De duas, uma, ou a empresa que fornece os benefícios de alimentação possui internamente um refeitório ou têm restaurantes em suas proximidades. Em todos os casos, os funcionários que têm horário de almoço próximos entre si poderão criar um hábito de proximidade através de fazerem suas refeições juntos.

Benefícios Simples

Colocar em prática o Programa de Alimentação do Trabalhador é muito mais simples do que se parece, até porque os vales (alimentação e refeição) são benefícios de alimentação acessíveis e de fácil integração com a empresa.

Reforma trabalhista: será que você entendeu mesmo?

As mudanças relativas a reforma trabalhista estão prestes a completar um ano, saiba se o departamento pessoal da sua empresa entendeu essas mudanças

A Lei 13.467, vigorada em novembro de 2017, já deu muito o que falar. A reforma trabalhista é discutida em todas as esferas profissionais, de patrões a empresários, cada um com uma opinião diferente da outra. E quem é uma válvula de scap para que a empresa e os funcionários conversem na mesma língua, mesmo que em dialetos diferentes, é o departamento pessoal, que precisará estar a par de tudo o que é abordado nessa reforma.

Basicamente, a reforma trabalhista regulamentou algumas situações até já bem comuns em freelancers ou acordos contratuais (seja de alguns prestadores de serviço atuantes em MEI ou até mesmo em acordos verbais de produção), casos como o home office, onde o funcionário produz suas demandas em sua casa e as entrega dentro de um deadline acordado, e a jornada de trabalho intermitente, onde os funcionários trabalham apenas nos dias de maior fluxo e necessidade da empresa. Situações como a regularização da jornada 12×36 também são abordados na reforma, que flexibiliza acordos de negociação entre patrões e funcionários a margem da legislação.

Deixe o departamento pessoal da sua empresa a par dos desafios e funções em meio a reforma trabalhista, por meio deste artigo.

Desafios 

A reforma trabalhista interferiu diretamente o relacionamento entre patrões e funcionários, que tendem a discordar muito sobre as mudanças atribuídas pela legislação. Por isso, o departamento pessoal precisa estar a par para estar bem no meio dessa faixa da gaza e construir um meio termo na negociação entre a empresa e quem nela trabalha, já que a reforma trabalhista interfere diretamente na gestão pessoal da empresa, mas constrói um processo mais profissional, por sua vez.

O departamento pessoal precisará adequar a sua empresa dentro do processo da reforma trabalhista.

Recrutamento de talentos

Situações como a jornada intermitente, novidade trabalhista com a reforma, também têm seus ônus empresariais, algo que muitas pessoas duvidam. Nesses casos, estabelecimentos como restaurantes, por exemplo, podem contratar seus funcionários apenas em dias de maior fluxo, que neste exemplo são os finais de semana, para isso terá de comunicá-lo com, no máximo, três dias de antecedência.

Essa estratégia faz com que o empresário não sofra tendo que pagar funcionários em dias de baixo fluxo, onde a produção não condiz com o salário pago. Mas engana-se quem acha que isso é de todo positivo a empresa. Algumas pessoas entendem essa situação como oportunidade de ter um emprego que lhe permita criar outras oportunidades de lucro em dias ociosos, mas outros funcionários veem isso como uma ameaça aos seus empregos. É aí que o departamento pessoal deverá entrar com estratégias para tornar a empresa mais atrativa, com os funcionários entendendo que são um investimento da empresa e precisam ser bem valorizados de acordo com o trabalho produzido.

Perfis profissionais diferentes

A produção profissional é diferente umas das outras, e a sua empresa, dependendo do molde de atuação, pode adequar-se a produção desse(s) funcionário(s). Um exemplo disso é o home office, que pode agregar valor a um funcionário que tende a produzir melhor trabalhando em sua casa ou até mesmo para a empresa contratar alguma pessoa que cumpra bem suas funções, mas que tem a impossibilidade de trabalhar no mesmo ambiente físico por algum motivo especifíco.

Cabe, então, ao departamento pessoal estar sempre atento ao acordo, aos deadlines para cobrar até mais intensamente os profissionais que atuam de forma home office.

Como trabalhar uma negociação de sucesso

Confira os três passos para ser bem-sucedido numa reunião de negócios, contando com a contabilidade gerencial

O que fazer para que a negociação que você está à frente seja bem sucedida? Essa dúvida paira em todas as empresa, desde as mais novas e de pequeno porte até as mais tradicionais, de grande porte e tempo de mercado – isso, porque tão importante quanto conquistar o seu espaço no mercado é se manter e utilizar as atualizações dos fatores internos e externos a empresa como fator de influência.

A ideia principal de toda empresa é lucrar, independentemente do valor agregado do produto ou serviço disponibilizado pela empresa, a sua sobrevivência depende estritamente do lucro, para isso o poderio nas negociações é fundamental para o sucesso da empresa. Para isso, todo bom processo de negociação precisa ter necessariamente três fases fundamentais que tendem em probabilidade de sucesso ser maior passando pelo serviço de contabilidade gerencial, isso porque através desses serviços contábeis a empresa terá subterfúgio de informações técnicas que agreguem em todas as esferas de negociação.

Planejamento: A primeira etapa do processo e que sustenta todas as outras. No planejamento da negociação se detém um esforço mental de levantamento de dados e estudo que é muito importante. A figura dos serviços contábeis que detém o conteúdo de dados sobre informações relevantes para o sucesso desse processo de negociação é fundamental neste momento.

A antevisão de objeções e a construção de argumentações sólidas que quebre tais objeções que tendem a vir do outro lado na negociação é um fator que gera sucesso para o processo. Muitas das vezes a quebra dessas objeções estão na análise dos números disponibilizados pela contabilidade gerencial.

De acordo com todos os dados levantados, a ideia é que a empresa procure utilizá-los a seu favor sempre ampliando a visão sobre os seus pontos positivos em detrimento dos negativos.

Execução: Nesse momento a ambientação é fator fundamental, um local com aparência profissional e com o mínimo possível de interrupções.

Já no momento de negociação, a postura inicial deve ser sempre amistosa. Temos que ser objetivos na hora de falarmos sobre negócios, mas ir direto ao ponto pode parecer assustador. Então, ache o meio termo entre o quebra-gelo, mas sem enrolação.

Contudo, quando o assunto for negócios, você precisará ser enfático e colocar tudo o que foi pensado no planejamento em prática. É no decorrer da conversa que você perceberá aos poucos se, talvez, os planos na manga podem ser melhor, se dá para mesclar algo ou revirar a estratégia.

A reunião precisa ter um começo, meio e fim. No ato de encerramento, relembre os pontos abordados e a função de cada uma das partes em acordo firmado, a fim de não gerar nenhum ruído na informação, difícil de ser desfeito em contrato.

Controle: Todo esse processo de negociação não fica só na mesa de negócios, mas se expande no cumprimento total do que foi acordado, para isso um processo de fiscalização mútuo, para que a empresa faça periodicamente uma auditoria interna e saber se a sua atuação condiz com o acordado para que assim venha a cobrar a outra parte do negócio.

Dependendo da complexidade das negociações, cada processo pode ter um tempo diferente entre si e alguns desdobramentos específicos.

Saiba como conquistar clientes em Cuiabá em quatro passos

Saiba como atrair seu cliente de forma simples e sem estratégias arriscadas

Toda empresa sobrevive da relação oferta e demanda e quem vive dessas relações sabe o quão difícil é estar envolvido nesta dinâmica diariamente. As empresas que possuem um ponto fixo para ofertar seus produtos e serviços ou até mesmo utilizam do subterfúgio das vendas de porta em porta, vivem todos os dias sob o temor da novidade.

Como apresentar a empresa de uma forma inovadora, diferente e que ainda sim passe o recado capital do que o produto ou serviço quer apresentar, de forma que o cliente do outro lado sinta-se convencido sobre o que a empresa apresenta é essencial para a sua necessidade ou se atraia fortemente pelo desejo da compra? Claro, a situação não é fácil, seja pra novos ou velhos empreendedores, consolidados ou buscando o seu espaço no mercado, isso porque a consolidação da sua empresa é fator determinante na forma em que você irá ofertar seus produtos ou serviços.

Porém, a situação torna-se ainda mais complicada se quisermos inventar. Muitas vezes no mundo empresarial, menos é mais e quanto mais minimalistas as ações de oferta forem, mais elas podem atrair o cliente, isso sempre de forma objetiva.

Note, isso não significa omitir informações, muito pelo contrário, o máximo de informações possíveis sobre a empresa, produto e serviços precisam ser passadas, a questão é a forma que elas serão passadas que servirá como um divisor de águas entre o sucesso e o fracasso do negócio.

Por isso, vamos aos quatro passos que todo empreendedor precisa instituir a filosofia da empresa e ao departamento de vendas para conquistar os seus clientes em Cuiabá.

1. Fique atento com o primeiro contato

No ramo empresarial a primeira impressão é sempre a que fica. Por isso mesmo, o primeiro contato com o cliente precisa ser muito bem trabalhado. Tudo precisa imprimir a marca da empresa e ser trabalhado nos mínimos detalhes para que a boa impressão seja causada e a imagem da empresa fique afixada no cliente em Cuiabá.

Se possível, o empresário pode fazer esse primeiro contato, o que demonstrará uma importância para o cliente, bem como passará maior credibilidade e seriedade da empresa por meio do seu gestor. Mas é claro que nem sempre o responsável pela empresa vai ter tal disponibilidade, já que possui muitos afazeres, logo, é importante que ele tenha forte iniciativa de atender os clientes mais relevantes, que possui um aporte financeiro maior ou um valor social que interfira positivamente na imagem da empresa.

2. Tome cuidado com a capacitação

O crescimento da sua empresa passa pela maneira com que você enxerga o futuro dos seus funcionários nela e como eles trabalham para o seu crescimento. O investimento em capacitação aponta para um sucesso empresarial, as grandes empresas falam a mesma língua desde o gestor até os funcionários passando por todas as supervisões, gerências, direções e lideranças de departamento. Então, você instruir todos os funcionários a forma com que o produto ou serviço é produzido e o intuito da empresa no mercado, bem como a aplicação prática em cada setor específico, pode aumentar muito o porte da sua empresa em Cuiabá.

3. Fique atento com a divulgação

Não saber como divulgar a sua empresa é um erro, mas desconsiderar o investimento em divulgação é um erro grandioso. É como se você fizesse um almoço para muitas pessoas e não convidasse ninguém. O intuito da sua empresa é encontrar cliente, pois você quer vender e acredita que seu produto ou serviço tem um grande benefício na sociedade, tanto que escolheu ofertá-lo como modo de sobrevivência, então, entenda que não há erro algum m capitalizar esse seu recurso, mas você terá de saber aonde deverá atirar essa divulgação.

Hoje em dia com a massificação da internet, a divulgação ficou mais rápida, eficaz e barata, mas um grande erro é apostar em meios de comunicação onde não está o seu público-alvo, ou seja, se a sua empresa em Cuiabá produzir um produto ou serviço segmentado majoritariamente para um público acima de 50 anos, por mais que as redes sociais tenha a sua eficácia, será muito mais proveitoso uma divulgação em outros meios de comunicação ou em outras formas. Mas para isso, primeiramente, precisa ser feita uma pesquisa de mercado, mas antes de tudo, obviamente, é de extrema importância que o fator divulgação não venha a ser ignorado.

4. Tenha cuidado com o pós-venda

Não ache que só porque você conseguiu fechar o negócio com o seu cliente é que o processo empresarial terminou por aí. Manter é tão importante quanto conquistar e gera reflexo nos novos clientes. Isso porque a boa fama da sua empresa é um mecanismo de divulgação natural, bem como as indicações do primeiro cliente para outras empresas parceiras.

Então, seja grato não só em palavras, mas em atitudes com os seus clientes, sempre atendendo com perfeição e dando todo o suporte necessário. A manutenção do bom atendimento passa pela política de pós-venda.

Vantagens e procedimentos para preparar um negócio em Cuiabá

Começar um negócio do zero pode ser mais arriscado do que comprar um negócio

Neste artigo você descobrirá  quais os pontos essenciais para  adquirir uma empresa pronta. Se você tem o intuito de empreender, aprender o processo de aquisição de empresas e quer acertar em sua escolha, siga nossas dicas.

Saiba o que você precisa antes de adquirir uma empresa em Cuiabá:

Você sabia que o Brasil está entre os dez países mais empreendedores do mundo?

Por este motivo, surgem infinitas possibilidades de compra de empresas com grande capacidade de desenvolvimento.

Apesar disto, alguns cuidados são indispensáveis antes de mais nada. Veja alguns fatores aos quais é essencial estar atento:

  1. Não basta somente achar a negócio promissor, é necessário saber se os seus conhecimentos estão alinhados com os serviços oferecidos pela empresa. Se imagine comandando a organização.
  2. Procure conversar  e pedir a opinião de todos os envolvidos na empresa: proprietários, fornecedores, funcionários e clientes.
  3. Procure serviços de contabilidade em Cuiabá para realizar o levantamento das dívidas e os valores. Também é indispensável tirar certidões negativas do FGTS, INSS, Receita Federal e estadual. Negociar as dívidas no momento da compra é o melhor a se fazer.
  4. Estude o “equilíbrio” do faturamento, analisando se está apropriadamente variado em quantidade de clientes, se o faturamento é garantido por contratos, se há a possibilidade da entrada de novos concorrentes ou novas tecnologias, etc. Enfim, você precisa considerar se há perigo de o faturamento reduzir.
  5. Analise a estrutura da empresa, verifique a função de cada funcionário, caso tenha disponibilidade, trabalhe alguns dias para ver como são realizados os procedimentos e o funcionamento do ambiente de trabalho.
  6. É necessário fazer um orçamento para saber quanto será preciso investir após a compra.
  7. Classifique despesas fixas e variáveis.
  8. Estude os números do negócio para saber em quanto tempo terá a devolução dos recursos investidos.
  9. Para ampliar a captação de clientes é necessário conhecer o nicho de mercado da empresa.
  10. Compreenda como o caixa da empresa te auxiliará caso opte pelo pagamento parcelado da compra.

Fique atento aos cuidados de comprar uma empresa. Não se apresse ao longo da negociação.

Benefícios:

Os benefícios em adquirir uma empresa pronta em Cuiabá são consideráveis, e a redução do número de incertezas é a principal vantagem!

  • Diminuição do risco. A fase inicial já terá sido superada, o empresário terá mais chances de sucesso ao comprar uma empresa pronta.
  • Contabilidade existente. Procure por serviços de contabilidade em Cuiabá para saber se a empresa te trará lucros ou prejuízo. Entenda a real situação da empresa realizando um auditoria contábil.
  • Clientes já estabelecidos. Não será preciso captar clientes do zero, já que a carteira de clientes já existe.
  • Melhoras e crescimento. A empresa estando em andamento você poderá pensar em melhorias para o crescimento do negócio.

Desvantagens:

Existe algumas desvantagens ao comprar uma empresa pronta.

  • A forma como a empresa era comandada pode ser um fator prejudicial. A mudança deve ser progressiva para não repercutir desfavoravelmente nos rendimentos da empresa.
  • Deve ser observada possíveis dívidas tributárias, trabalhistas e ambientais. Para isso busque serviços de contabilidade em Cuiabá para te auxiliar.
  • O valor do investimento pode ser sua principal desvantagem, já que o valor será mais alto que iniciar um negócio do zero. Porém o ganho é rápido e os riscos são pouquíssimos.

Progresso da negociação:

  • Pesquisa de mercado. Entenda todas as alternativas do mercado para escolher o negócio que corresponde ao seu conhecimento e interesses. Avalie a quantidade de recursos necessários e verifique as formas de pagamento.
  • Contrato de Confidencialidade: a confidencialidade mútua das negociações e informações é registrada neste contrato.
  • Análise de Negócio: estude a faixa de preços de formas diferentes, examine pontos favoráveis e desfavoráveis.
  • Primeira proposta: ofereça um valor inicial, considerando os retornos mais negativos.
  • Faça uma pesquisa e confirme a legitimidade de todas as informações da empresa.
  • Proposta final: envie uma oferta final considerando as informações coletadas sobre a empresa.
  • Contrato final: conte com um bom advogado para ajudá-lo nesta parte do processo de compra.
  • O processo de compra de uma empresa é muito complexo, para isso, procure serviços de contabilidade em Cuiabá e um advogado.

Conclusão:

Comprar uma empresa pronta para uso geralmente é mais seguro do que abrir um novo negócio.

Estudar o potencial da empresa é importante para evitar riscos e buscar um negócio justo e objetivo.

O investimento será maior do que iniciar o negócio do zero, de modo que o antigo dono da empresa seja recompensado por superar a difícil fase inicial que você não sofrerá.

Além disso, se a empresa rende lucros muito altos, você deverá fazer uma oferta alta para obter a empresa.

Para baixar o risco, para auxiliar no processo de aquisição, para otimizar os montantes investidos e para assumir a parte burocrática da transação, procure serviços de contabilidade em Cuiabá.

A experiência de profissionais no processo de compra da empresa é muito importante para uma transação de sucesso.

O primeiro passo para o seu plano de negócios é o sumário executivo

Como o escritório contábil em Cuiabá pode auxiliar a formular o seu sumário executivo

Sumário, sempre remete a tópico. De livro, revista etc. E o sumário executivo também é um tópico resumido do plano de negócios. Ele á a espinha dorsal do plano de negócios e apresentará a sua empresa de forma clara, concisa e objetivo. Por isso mesmo que o responsável por levantar os dados para a “capa do livro da sua empresa” é o escritório contábil em Cuiabá, até porque ela que fará todo o estudo técnico da sua empresa.

escritório contábil [na _cidade] terá que mediar a linguagem mais concisa da profissional, para que ao mesmo tempo demostre competência sem fugir da linguagem técnica. O escritório contábil [na _cidade] também terá que pensar com a cabeça do investidor ou do cliente na hora de enumerar os pontos apresentados.

Para que, então, o Sumário Executivo venha enumerar dessas formas a sua empresa ele precisará de:

  • Definir seus objetivos e a missão de sua empresa;
  • Descrever o seu negócio e os mercados-alvo para o produto e/ou serviço;
  • Distinguir seu produto e/ou serviço da sua concorrência, enfatizando qual mercado pretende atingir;
  • Especificar se seu negócio competirá em um grande mercado existente ou criará um novo nicho de mercado;
  • Exemplificar de forma concisa e convincente por que sua empresa terá sucesso em uma situação competitiva – chaves do sucesso;
  • Descrever sua equipe de gestão, enfatizando a experiência e as habilidades especiais de cada executivo;
  • Quando houver algum tipo de deficiência em seu grupo de gestão, mencionálas e demonstrar como espera mitigar cada um dos pontos;

Resumir as principais projeções financeiras para os próximos três a cinco anos – dependendo do tipo de mercado e produto que pensa em desenvolver.

A linguagem da vez no sumário executivo é simplificar. Mas engana-se que simplificar, resumir, significa omitir informações. E é aí que o plano de negócios entra, para simplificar sem deixar nenhuma informação importante de fora do balaio. Para isso, um escritório contábil em Cuiabá precisará transmitir cada recado pressuposto com a clareza da mensagem, mas a leveza da oferta, ou seja, caso a apresentação do projeto de plano de negócios tenha como finalidade a angariação de recursos, o escritório contábil em Cuiabá precisará, dentro da perspectiva da empresa, apresentar necessariamente o projeto empresarial e o motivo da apresentação e do contato.

É essencial que cada ponto destacado esteja bem especificado dentro do sumário executivo da sua empresa em Cuiabá.  Isso tudo com total responsabilidade de acordo comercial.

Por fim, numa perspectiva geral, o sumário executivo resume a primeira vista a apresentação do seu plano de negócio. Por isso, como todo resumo, precisa estar simplificado, mas ao mesmo tempo atrair quem tiver acompanhando a ser um parceiro de trabalho, seja em qual objetivo for.

Por meio do sumário executivo as suas intenções precisam estar claras com o receptor, porém, de forma não grosseira e incisivo. O cliente, investidor ou afins precisa ser conquistado pelo plano de negócios e é por isso que um escritório contabil em Cuiabá é tão importante para o processo, já que ele que terá todos os dados chamativos para explorar no momento de apresentação do plano da empresa em Cuiabá.

Plano de negócios: o seu produto fala por si só

O objetivo de falar sobre seus produtos é saber exatamente qual tipo de desenvolvimento se pretende fazer

A identidade real da sua empresa está por meio do serviço prestado. Esse é o ponto-chave do reconhecimento do seu negócio. Você é a primeira pessoa que precisa saber de cor e salteado os pontos fortes do seu empreendimento, quais serviços são os de maior destaque qualidade e, por que não, os maiores defeitos, estes para não ser explorados. Isso tudo precisa ser documentado e estudado, e um escritório contábil em Cuiabá é a instituição mais adequada para isso.

Então, para que em seu plano de negócio, os pontos positivos da sua empresa venham a ser destacados, é importante você precisa trabalhar em conjunto com o escritório contábil em Cuiabá, justamente porque a sua empresa precisará ser soberana dentro do nicho de qualidade que anunciar, e dentro de uma na´lise de mercado, e não pode colidir com outra empresa tão qualificada quanto ou até melhor.

O serviço produzido fala por si só a atividade fornecida pela empresa, por isso a inclusão dele como peça capital de um plano de negócio é justamente um divã entre gestores e produto, para conhecer a identidade do próprio e serviço fornecido. Claro que há a possibilidade da realização de mais de uma atividade, mas elas precisam estar conversadas com a atividade principal e de destaque da empresa em si, senão perde-se o valor.

É nesse momento que será descrito cada uma atividade fornecida pela empresa, mediante  atividade principal. A partir desse momento, o escritório de contabilidade em Cuiabá estará condicionando e munindo a empresa com dados de mercado os detalhes de planejamento empresarial individual.

Todos esses processos pode e deve ser conduzido de forma pacata, mas ao mesmo tempo dinâmica, objetiva, mas, ao mesmo tempo, detalhada, encorporando tudo o que for necessário por meio do universo empresarial.

É importante salientar, nesse momento, a proteção jurídica que a empresa tem através dos seus produtos, ou seja, todos os direitos autorias e de serviço são concedidos expressamente para a sua empresa.

Nesse momento, caso algum diferencial garantido por meio de jusrisprudência se posicione, deverá ser explorado pela empresa beneficiada.

Muito por isso, a parceria com o escritório contábil em Cuiabá é expressamente importante, justamente para que venha trabalhar em cima de todas as condições positivas e venha preservar medidas cabíveis e brigas judiciais. O levantamento de dados acerca da empresa, sempre realizado pelo escritório contábil em Cuiabá, jogará sempre ao lado da empresa, fornecendo dados que poderão ser trabalhados devidamente num contexto de plano de marketing e divulgação da marca da empresa em seu nicho de mercado.

Se por ventura a sua empresa tenha algumas detalhações peculiares, como questões governamentais ou utilização de produtos controlados, descreva com clareza os detalhes que serão fornecidos posteriormente, em fases seguintes.

Qual é a fórmula para um bom planejamento estratégico par a sua empresa em Cuiabá

Esse planejamento serve como uma ferramenta para percentual maior de acertos no gerenciamento da sua empresa em Cuiabá

Pode parecer um termo cliché no mundo empresarial, mas quem acha que isso também se reverte na prática está redondamente engando. O planejamento estratégico é essencial para o sucesso de qualquer empresa em Cuiabá, independentemente do ramo de atuação. É por meio dos seus prognósticos atuais e perspectivas de crescimento, por sinal, que é definido o porte na qual ela está e o futuro de acordo com todas as estratégias de ampliação, não de área, mas de fronteiras e horizontes.

Por isso que esse artigo tem como finalidade orientar o profissional que está perdido quanto a montagem do planejamento estratégico da sua empresa em Cuiabá realmente venha seguir esse passo a passo contando com um profissional capacitado, até mesmo uma boa empresa de contabilidade, mas sem se esquecer da importância dos gestores fazerem parte desse processo, pois eles são os que mais conhecem a empresa por meio dos seus departamentos e todo o seu conceito, tanto teórico quanto prático.

O planejamento estratégico é quem determina o conjunto de estratégias organizadas e desempenhada pela empresa em Cuiabá. Assim, o empreendimento terá um foco mais assertivo quanto ao seu desempenho, tendo mais sucesso em menos esforço. Um dos principais motivos quanto a participação dos gestores no projeto de planejamento estratégico está justamente no fato da liderança deles que também é estratégica. Com a equipe de gestão participando dessas decisões organizacionais as ideias estarão mais bem definidas, terão mais força e o contato com a equipe de supervisão ou gerência de cada departamento ficará mais flexível e próxima.

planejamento estratégico serve necessariamente para deixar compatível as condições internas e externas de agregamento de valor a empresa em Cuiabá. Esses fatores podem, ou não, agregar valor a empresa justamente para que a empresa esteja alinhada nas suas condições presentes para com as suas condições futuras.

Para que o planejamento estratégico venha fluir na sua empresa, você precisará responder algumas perguntas para si próprio, que passam pelo processo de identidade da sua empresa em Cuiabá e que por tabela passa pela sua identidade pessoal, intrínseca no seu negócio. Conceito, missão, valores, mentalidade, foco, filosofia, tudo isso vai responder tais perguntas e como numa terapia paladiana você pode até ter uma outra noção e perspectiva do próprio projeto, o que é muito bom, dependendo do caso.

  • Onde estamos?
  • Para onde nós queremos ir?
  • Como ir até lá?

A resposta dessas perguntas darão um norte inicial para a construção do planejamento estratégico da sua empresa em Cuiabá. É através das respostas dessas perguntas que você saberá em que ponto está e para onde quer ir e é por meio do planejamento estratégico que você irá moldar o processo de partida e chegada de tais objetivos.

Ao responder as primeiras três perguntas acima citadas, você já tem o ponto de partida do seu planejamento estratégico, que consiste exatamente saber aonde você está e aonde você quer ficar, mas compreendendo exatamente o processo desse percurso. Esse detalhamento vai agregar muito a sua empresa em Cuiabá, pois é nele que você irá encontrar a articulação das estratégicas que será convertida exatamente no plano de ações da sua empresa, com o entendimento do cenário interno e externo e com o planejamento estratégico definindo objetivamente como usar esses fatores para o sucesso do negócio.

Sabendo, então, que tudo pode interferir tanto positivamente quanto negativamente no sucesso da sua empresa e no posicionamento dela no seu ramo de atuação, o planejamento estratégico precisa ter toda atenção da empresa e da contabilidade escolhida a dedo para auxiliar nesse processo.

Saiba como dar os primeiros passos em um plano de negócio para a sua empresa em Cuiabá

E entenda como uma contabilidade em Cuiabá pode auxiliar nessa estratégia fundamental para a continuidade do seu negócio

Business Plan, como é conhecido no mundo empresarial, ou Plano de Negócios, é um termo usado no processo de planejamento do gerenciamento do seu empreendimento. Começa da sua criação (ou, caso a sua empresa já esteja em atividade e queira reorganizar o seu gerenciamento, desde a sua organização) e perdura dentro da maturidade da sua empresa.

Nesse processo de estabilização do plano de negócios na sua empresa, é de extrema importância a parceria com uma contabilidade em Cuiabá, pois o escritório contábil é capacitado tecnicamente para esse tipo de processo de gestão e na firmação da parceria, dará uma ideia de futuro do negócio com base em pesquisas e análises tanto em mecanismos internos quanto externos.

A saúde da empresa está intrínseca ao plano de negócios e a sua efetivação. Essa análise montada em conjunto com a gestão (principal conhecedora da empresa) e da contabilidade em Cuiabá gerará uma combinação nos aspectos técnicos da empresa que culminará no melhor plano de negócios possível para o seu empreendimento.

Os pontos necessários para que a contabilidade em Cuiabá, juntamente com a gestão da empresa, venha elaborar o melhor plano de negócio possível são:

  1. Aplicar plano de ação de forma clara e com a devida empatia para com o público;
  2. Unir o potencial estratégico da contabilidade em Cuiabá com o tato com a empresa da gestão, cada qual em sua determinada ossada, onde todo fator interno e externo pode somar no processo de plano de negócio.
  3. Influenciar na definição realista de merdas e os seus cumprimentos. A duas formas de você trabalhar com metas, a primeira identificando um ponto máximo para a empresa para depois ser mantido a outra é criar metas inferiores com escadas. Entretanto, no caso das metas em ponto mór, é importante você definir fases a serem passadas, para motivar o seu corpo empresarial. Já nas empresas com fases, busque sempre renovar seus conceitos para definir o ponto de posicionamento da empresa naquela periodicidade.
  4. Auxiliar a mensuração do processo de gestão da empresa por meio dos próprios gestores. O planejamento, os cálculos, os estudos estratégicos etc fazem parte das funções da contabilidade em Cuiabá, mas a gestão da empresa precisa participar do processo de análise do desempenho da sua empresa com base nesses documentos e indicadores. Cabe a contabilidade em Cuiabá capacitar a gestão para tal feito.
  5. Se possível, tente dizimar todas as incertezas que acampam e assombram a gestão empresarial, afinal, é pra isso que serve o plano de negócios. Relativize os pontos fracos da empresa e jogue dentro do campi dos ponto fortes, nesse caso a contabilidade em Cuiabá precisará fazer toda uma análise mercadológica para definir um plano de exploração da empresa dentro do quesito comunicação, justamente para não expor a empresa às fraquezas e tentar sobrepor a da concorrência na hora do oferecimento do produto.
  6. Fazer com que a contabilidade em Cuiabá seja o principal recurso de informações, análises e levantamentos, seja financeiro ou administrativo como um todo e sobre todo o campo de visão da sua empresa.

Enquanto desenvolve o conceito da sua empresa, a gestão do negócio não precisa ter um plano complexo, já que os primeiros meses definem muito a direção prática de administração do empreendimento. Mesmo assim, desde o ponto inicial da empresa (startup) o ideal é que um plano de negócio montado de forma simples já dê o norte administrativo, por isso a importância de firmar parceria com uma contabilidade em Cuiabá, pois a partir do seu conhecimento administrativo-financeiro será definido um valor para capital de giro e um plano inicial de lucratividade, bem como as definições de meta para, a partir dela, começar o planejamento de expansão do negócio.

No decorrer do andamento do projeto, você verá que o plano de negócio irá ter que se adequar a alguns favores tanto internos como externos que identificarão o crescimento da empresa, assim como seu desenvolvimento potencial e dentro do seus trâmites comerciais.

Plano de negócios: A história da sua empresa pode ajudar

E o escritório contábil em Cuiabá poderá ajudar nesse processo de adaptação

Diferentemente do que é pensado, a história da empresa tem a sua devida importância na montagem do plano de negócios. Afinal, a história é a identidade da empresa e demonstra o devido valor que a gestão tem dado para o  projeto e pode muito bem ser utilizado pelo escritório contábil em Cuiabá como fator influente (de influência determinada).

As metas, a postura, as inspirações, fazem parte do posicionamento da empresa e interfere no plano de negócios.

A empatia é outro fator preponderante, já  que essa empatia pode gerar negócios fechados e busca por investidores, e pode ser um trunfo quando apenas a oferta do serviço não é suficiente para o cliente.

Então, dependendo do porte da sua empresa, ela não possui um departamento de marketing e comunicação para explorar a imagem da sua empresa, mas o escritório contábil [na_empresa] pode explorar esse uso por meio de balancetes e levantamento de dados que serão benéficos para a empresa.

E é por isso tudo que a história da empresa é muito importante na hora do plano de negócios. Faz parte de uma parcela do planejamento estratégico e bem como tudo que cerca a empresa precisa de constante atualização, porque a sua empresa não parará e a história seguirá sendo contada. Cada fase dessa história tem total influência na mentalidade da empresa e respinga no seu plano de ação.

  • Você precisa transmitir a sua história de forma concisa e destacar principalmente os fatores relevantes e que levam a criação da empresa. A história precisa ser contada de forma concisa e os principais acontecimento e motes precisam ser expostos. Essa mensagem precisa, de alguma forma, trazer a empatia. Se não for possível, é essencial que diretriz. Histórico dos gestores e dos investidores que estão colocando a empresa para funcionar, destacando os fatores que mais chamam a atenção e gerem autoridade, todos esses fatores são benefícios, mas não podem ser explorados por demasia ou todos juntos.
  • Demonstração da estrutura financeira e exposição do a distribuição capital do negócio.

É necessário que, sempre de forma concisa e objetiva, você comente cada fase do processo. Caso a sua empresa ainda não tenha sido aberta, é importante que você demonstre as perspectivas e as possíveis fases futuras.
Você precisa também, nesse processo, estruturar a sua empresa de forma física (localidade) e gerenciamento da empresa. Nesse processo, você precisa sempre valorizar o negócio.

É importante que a empresa seja bem apresentada em todas as esferas de forma competente. Os pontos positivos da empresa precisam ser explorados, bem como suas metas e condições.

Não omita as projeções financeiras e todos os investimentos que precisam ser feitos, não só financeiros mais sociais, por exemplo, o chamado material humano, mas é sempre bom salientar que esse processo precisa ser devidamente objetivo. Outro fator que precisa ser objetivo são as partes do processo.

É importante que o escritório contábil em Cuiabá participe ativamente deste processo, analisando todas as informações transmitidas como fator ambiental e que pesa na montagem do plano de negócios da empresa.

Os primeiros passos do plano de negócios da sua empresa em Cuiabá

E como um escritório contábil em Cuiabá poderá te ajudar nesse processo

Para todas as empresas em Cuiabá é fundamental a estruturação de um bom plano de negócios, já que tanto na montagem do empreendimento ou na mudança de diretriz, rumo ou planejamento um plano de negócios é quem funcionará como um estabilizador do negócio. No processo de inicialização o plano de negócio caminha justamente com o processo de identidade empresarial do seu estabelecimento, já as empresas em Cuiabá entendem que a falta de um plano de negócios gerou malefícios em se processo de gestão, precisarão passar por um processo de redirecionamento empresarial para melhor localização da situação da sua empresa e de onde o plano de negócios deve partir.

Independentemente dos casos, a parceria com um escritório contábil em Cuiabá é muito importante que você procure um escritório contábil em Cuiabá, já que é justamente o escritório contábil em Cuiabá um potencial técnico para esse a construção de um plano de negócios efetivo e dentro das necessidades específicas da sua empresa. Claro que o corpo técnico precisa estar conjuntado nesse processo de estruturação do plano de negócios, mas o escritório contábil em Cuiabá possui todo o poderio técnico e a formação específica para melhor condução no processo de elaboração do plano de negócios.

Logo de cara, tudo o que tiver entorno da sua empresa irá acarretar em análise que serão importantes para que o plano de negócios específico da sua empresa ganhe corpo.

Gerenciamento estrutural 

É essencial que os objetivos primários estejam definidamente especificados no início do projeto, mas cabe ao plano de negócios definir estágios de evolução em todos os sentidos da empresa e, assim, precisará de pessoas que observem os fatores internos e externos recorrentes a empresa, pois todos esses fatores definirão o caminho da empresa no posicionamento do plano de negócios. Tudo isso influencia na procura de recursos e no sucesso da sua empresa.

E o modus operandi do planejamento estratégico vai ao encontro do processo empresarial de um escritório contábil em Cuiabá. A parceria a um escritório contábil em Cuiabá é justamente o fundamental para uma proximidade estratégica e a sua participação na construção do plano de negócios.

Assim, o escritório contábil em Cuiabá tem como função ser especializado na sua empresa e tudo o que interfere a ela para que assim, de método prático, o negócio venha correr de modo completamente em seu processo de produção vendas distribuição. Quando você tem uma parceria com um escritório contábil em Cuiabá terá um parceiro de efetivação de plano de negócios e manutenção com o tempo, justamente para manter o trabalho que tem gerado resultado e mudar estratégias que caírem em desuso.

Montagem

Não há uma uniformidade entre os planos de negócios de uma empresa a outra em Cuiabá, até porque há uma grande diferenciação de moldes de atuação. É nesse momento, por exemplo, que aparece a importância do próprio plano de negócios em Cuiabá. É a partir dele que um estudo sobre todo o universo acerca da empesa irá justamente definir o seu plano de negócios.

Por isso mesmo, que a qualidade do plano de negócios diz muito sobre a empresa e pode levá-la do céu ao inferno. Para não correr riscos, é sempre bom estar atento ao processo de montagem do plano de negócios, ser exigente e firmar parceria com um escritório contábil em Cuiabá competente e que saiba o que está fazendo.

Você precisa estar totalmente ligado em cada um desses processos, já que mesmo na nossa repetição em destacar a importância do escritório contábil em Cuiabá em te ajudar, cabe ao principal conhecedor do próprio negócio fazer parte da formatação do plano de negócios da sua própria empresa.

4 passos para inspirar a sua equipe

E faça com que o time da sua empresa persista focado

Costumeiramente acompanhamos expressões chamativas que despertam a nossa atenção como “chave para o sucesso” ou “receita para ser bem sucedido”, como se o sucesso fosse uma fórmula mágica aplicada por “A mais B”. Claro que essas estratégias podem ser muito importantes em determinados casos, mas não são uma regra. Agora, o que é regra é a importância de uma equipe estar inspirada e constantemente motivada em seu ambiente de trabalho.

A falta de inspiração de uma equipe em uma empresa pode colocar a perder até a melhor gestão empresarial ou planejamento estratégico e é por isso é muito importante se manter atento quanto ao material humano da sua empresa, já que a motivação e a inspiração resulta em produção.

Por isso, olhe nos olhos dos seus funcionários e os conheça a ponto de saber o que o incomoda e o que pode o motivar em sua empresa. O bem estar dele é fundamental para o coletivo, assim como a estrutura de cada departamento.

Siga esse artigo e confira os passos necessários para manter a equipe da sua empresa constantemente motivada.

1. Filosofia

Você deve saber o motivo da existência da sua empresa, mas e a sua equipe? O motivo da existência da sua empresa advém de uma história, propósito ou foco e isso tudo inspira ao gerar empatia. Faça com que suas filosofias se confundam com a filosofia deles para que eles venham estar motivados pela proposta da empresa.

A sua equipe precisa sonhar junto contigo os sonhos da empresa para que eles, sonhados de forma conjunta, se tornem realidade.

2. Valor

A sua equipe tem valor, por isso faz parte do time que compõe a sua empresa. Deixe sempre isso muito claro a eles. O projeto é profissional, mas pode ter emocional envolvido, quando eles entendem que fazem parte do projeto.

Seja um líder justo no pagamento, incentivo-os com bonificações e cumprimento de metas e mantenha o entusiasmo da sua equipe no ambiente de trabalho. Gere uma inspiração para que o entusiasmo seja coletivo e gere frutos para a equipe como um todo, seja para o gestor quanto para os funcionários que poderão contar com um dinheiro extra ou uma premiação vantajosa para si. Saiba que individual trabalha para o coletivo e cada funcionário precisa estar motivado para que toda equipe venha a se manter inspirada.

Caso, por algum motivo, algum funcionário esteja insatisfeito, procure entender e resolver os motivos para que o grupo não venha a se perder por uma determinada figura.

Feedbacks também são importantes, para que os seus funcionários venham a construir a filosofia contínua da empresa contigo.

3. Pessoalidade

Você mantém a inspiração de uma equipe entendendo que o valor pessoal vai à frente de qualquer negócio ou filosofia empresarial. E o sucesso da empresa é consequência desse pensamento.

Todo estímulo gera uma resposta, mas não faça disso uma barganha em sua empresa. Faça que a resposta dos seus funcionários soem natural aos estímulos instituídos de forma nacional em sue empreendimento.

Para que isso tudo venha a ser natural, você precisa ir além da gestão empresarial, mas angariar cultura como um todo e fazer o seu cérebro exercitar. O dia a dia por meio do relacionamento interpessoal também é figura de grande importância para esse exercício de pessoalidade.

4. Crie desafios

O ambiente de trabalho é bom, os funcionários estão satisfeitos com suas condições de trabalho, todos tem a oportunidade de crescer e etc., isso pode gerar falta de motivação dentro da empresa. Essa é a hora de criar desafios para motivar sua equipe e sair da Zona de Conforto.

De toda forma, a inspiração é um combustível fundamental para que sua empresa trace uma rota de sucesso. Mostramos algumas dicas de como motivar sua equipe e aumentar o seu entusiamo, mas existem outras. Por mais que uma empresa ande bem, ela nunca deve se acomodar e fazer com que seus funcionários percam o gás.

A importância da contabilidade para o empreendedorismo

Entenda que mais do que boa vontade, o empreendedorismo precisa andar de mãos dadas com a contabilidade

O início de uma empresa pede de forma eficaz a parceria com um escritório de contabilidade, pois por meio dos seus serviços de planejamento pode auxiliar a gestão da empresa com ferramentas estratégicas que dispensarão dos empresários maiores informações nas questões monetárias.

Contudo, uma grande dúvida no cenário empresarial está em…

O que faz um escritório contábil?

De acordo com o Serviço de Apoia a Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), os serviços de contabilidade têm a sua credibilidade bastante reconhecida no meio empresarial, já que é o segundo mais procurado pelos empreendedores. Justamente por isso é muito importante que o escritório de contabilidade tenha um atendimento preparado e totalmente eficaz. Contato próximo e profissional é o que as empresas tê desejado na escolha pelo escritório de contabilidade que a represente.

O escritório de contabilidade e a sua parceria gera uma grande relevância no projeto empresarial, até porque através de pesquisas pelo próprio Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas as empresas tendem de pequeno e médio porte tendem a fechar nos seus primeiros dois anos, por isso mesmo o planejamento estratégico numa empresa precisa driblar essa realidade, definindo o posicionamento da empresa, seu capital de giro e por meio dos seus processos financeiros gerando uma captação de clientes qualificado em tiros certos em estratégias de comunicação efetivas.

Aonde entra o escritório de contabilidade, então? Sua fonte de informação e estudo técnico em meio a cálculos, planejamentos e conhecimento jurídico e de potencialização lucrativa do negócio, pode mudar a empresa de patamar e fazendo com que a realidade ela sempre seja de crescimento e não vivendo no limite da fuga contra falência, como a realidade da pesquisa do SEBRAE.

Inclusive, o escritório de contabilidade pode auxiliar o processo de gestão jurídico da empresa, formalizando documentações municipais no trâmite jurídico com instituições como Junta Com erical, Receita Federal e até mesmo a prefeitura da cidade.

A importância do escritório de contabilidade muitas vezes são ignoradas por alguns empresários, principalmente os de pequeno porte, devido a limitação dos seus recursos, mas se esquecem que esse investimento nunca será um gasto, mas sim potencializar uma nova realidade em seu negocio. Não como uma vara de condão, mas desenvolvendo um processo estratégico que com muito trabalho poderá subverter suas atuações em lucros.

Impostos e Tributos

Um grande problema dos empreendedores estão com o governo. Nesse caso, não tem pra onde correr, pois há um controle de imposto definido e para que a empresa seja aberta e faça o seu trabalho dentro da legalidade, precisa atender. Atualmente, o valor a ser entregue para o fisco é de 30% do lucro do seu negócio. Como o empresário não tem para onde correr, ele pode pelo menos tentar prever dentro de uma agenda financeira essa questão tributária.

Você pode prever isso dentro de um processo de assessoria de contabilidade que lhe dará um suporte em via dupla. Da mesma forma que ele auxiliará você fazer essa agenda financeira e não correr muitos riscos com a Receita Federa, você terá nessa perspectiva também o seu controle com os seus funcionários por meio do recolhimento de INSS e FGTS deles.

Questões de Lucros

A margem de lucro precisa estar definida desde o início do projeto, para isso o escritório de contabilidade precisa escrever um planejamento bem definido e mais próximo da realidade, em meio a sua margem de estudo. Nesses casos, assim como a filosofia e os valores da empresa, a margem de lucro precisa ser trabalhada dentro de cada setor.
Quando se há uma definição prognóstica até mesmo a relação entre sociedade e investidores é melhorada, isso porque um estudo específico deixa as claras a gestão de lucro. Por isso, o serviço de contabilidade dão uma segurança maior ao trabalho da empresa, gerando uma creibilidade e uma organização técnica nas questões monetárias. Assim, toda as dificuldades e tempo perdido com as questões de contabilidade vai para o setor técnico específico, o escritório de contabilidade e saindo assim da mão dos gestores que vão desprender seus esforços nas questões internas de produção e desenvolvimento de serviço da empresa.

Formalize o seu MEI em quatro passos

Saiba como é simples se cadastrar como Microempreendedor Individual

Antes de qualquer coisa, fique ciente que todo o processo de abertura e formalização do Microempreendedor Individual, não desprende custos ao empreendedor que interessar. O processo é gratuito e pode ser feito virtualmente, no Portal do Empreendedor.

Porém, é natural que no processo você venha necessitar de uma consultoria contábil para manter em ordem todas as suas finanças e processos burocráticos. Por isso, neste artigo vamos fornecer uma primeira consultoria contábil no que se diz a respeito da abertura e formalização do MEI para que você venha desempenhar o seu serviço de forma autônoma.

A abertura, bem como a formalização e a declaração no primeiro ano pode ser feia também gratuitamente por meio de serviços contábeis, por meio do Simples Nacional.

O MEI não precisa obrigatoriamente ter um contador, mas o indicado é que você tenha um de suporte para a apresentação de documentação e cuidado financeiro. Antes de definir uma contabilidade para cuidar do seu CNPJ, busque algumas consultoria contábeis e veja se essas contabilidades podem ajudar em seu processo.

Passo 1:

Pesquise. Entre no Portal do Empreendedor e procure saber, primeiramente, as atividades que o MEI permite que você venha a desempenhar de forma autônoma. Também observe as condições regionais locais para desempenhar determinado serviço como microempreendedor individual. Também faça um balanço de prognóstico que pode ser pré-definido numa consultoria contábil. O lucro líquido da empresa não pode superar 60 mil reais e ao formalizar a sua empresa num sistema de microempreendedor individual, você precisa compreender que terá um limite para receber por seus serviços, este, atualmente, de 60 mil reais.

Passo 2:

Entre no Portal do Empreendedor, portaldoempreendedor.me, e preencha o formulário inicial de cadastro. Caso você tenha alguma dificuldade no processo de preenchimento de cadastramento ou você siga tendo dúvidas nesse processo inicial, entre em contato com o SEBRAE por meio do seu número de telefone gratuito: 0800-570-0800.

Passo 3: 

Se a etapa anterior foi a de cadastramento, a posterior é de confirmação, ou pós-cadastramento. Após o fim do cadastro, mostrado no passo anterior, você terá gerado de forma automática o seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e seu número de registro na Junta Comercial.

Assim que você fizer a inscrição, procure imprimir o carnê mensal de pagamento, bem como o relatório mensal de receita bruta. Ter ciência dessa documentação é importante para que você esteja sempre em dia com a sua formalização.

Passo 4:

Em 2018, o valor a ser pago em carnê mensalmente é de R$51,85 no caso das empresas de prestação e R$52,85 no caso de comércios e serviços com propriedade de atuação.

Destrinchando esse valor, chegamos a R$5,00 para o Estado e R$1,00 para o Munícios, que podem cobrar valores extras. O restante pertence a sua contribuição por meio do Serviço Social, o INSS, com cálculo renovado e revisto anualmente, logo, com essa taxa variando de acordo com o ano.

O pagamento precisa ser feito em casas lotéricas ou instituições bancárias com data limite no dia 20 de cada mês.

Atendendo essas construções de valores e passando por esse simples processo, você pode abrir o seu CNPJ e ser um microempreendedor individual.

Tudo que você precisa saber sobre planejamento estratégico

Também saiba em quais pontos o serviço contábil pode contribuir

Todo planejamento para ser efetivado precisa estar bem detalhado, montado e prescrito. Planejamento é sinônimo de controle e este no campo empresarial precisa estar sempre na mãos dos gestores da empresa. Para que esse trabalho personalizado venha ser bem sucedido, é extremamente importante que ele esteja na mão de um serviço de contabilidade, o motivo é que o acesso fundamental aos números e os estudos e planejamentos bem definidos por meio desse setor da empresa, é fundamental para que a gestão venha ter em mãos um planejamento especificado.

Dentro os número a serem estudados e que interferem na política de planejamento empresarial, se encontram os lucros, as idealizações financeiras, método de trabalho e tudo o que influi na forma que o seu produto se apresenta e o fluxo de vendas que ele vem tendo.

PRINCIPAIS INDICADORES DE PLANEJAMENTO

Lucratividade do negócio

Para isso é necessário a definição percentual do lucro da empresa, sem essa informação muito dificilmente você conseguirá manter o seu negócio em atividade, essa informação nada mais é o mínimo do mínimo que o empresário precisa conhecer do seu negócio. Para você retirar em números esse indicador, a medida é a seguinte: lucro líquido dividido pela receita total, vezes cem.

O valor total terá variação de acordo com o planejamento, porte, produto, entradas e saídas da empresa. A estimativa variável, mas quanto mais informações próximas da realidade por meio de um serviço de contabilidade bem específico, mais provável é você ter a realidade em cheio à estimativa elaborada.

Crescimento mensal

Como dissemos, o valor de lucro é variável periodicamente e passa por diversos fatores, uma empresa em atualização e crescimento constante, como uma startup, precisa ter noção de quanto tem sido esse crescimento para fazer um mapa de objetivos. Para definir em porcentagem a receita mês a mês é necessário subtrair a receita atual da receita anterior e dividir o resultado pela receita do mês anterior multiplicada por cem.

Conversão de vendas

Proposta de valor e convencimento de poderio de compra, é a base de proposta com fechamento e define a produtividade da sua estratégia de vendas e campanhas de marketing.  Contrato fechados dividido por clientes atendidos, sempre vezes cem, define a porcentagem de efetivação em conversão de vendas.

Participação no mercado

Volume de vendas dividido pelo faturamento total e faturamento segmentado multiplicado por 100.

É uma prática também denominada Market Share e consiste numa análise de mercado de forma ampla, que demonstra a atuação da empresa, se está sendo produtivo, ou não.

Produtividade

Produto gerado dividido pelo recurso utilizado.

Essa produção pode ser relativizada quando observada de um todo, então para evitar injustiças, o ideal é observa-la de forma setorizada, para que você, como gestor, venha a primar pelos departamentos e funcionários que têm despenhado bem a s suas funções em detrimento de outros que têm prejudicado o trabalho como um todo. Assim como time que está ganhando não se mexe, as estratégias que têm gerado algum resultado prático venham a ser mantida no planejamento e na gestão da empresa.

Funcionários

Número de funcionários dividido pelo período multiplicado por 100.

O Turnover, como é chamado esse tipo de perspectiva, calcula o desempenho dos funcionários por meio de uma análise geral e de departamentos, levantando estratégia motivacionais, cálculo  de metas e comissão e até produtividade para possíveis promoções, dispensas e trocas de departamento.

Construa o patrimônio da sua empresa

Dentro do conceito de gestão da sua empresa, saiba a importância do patrimônio

A discussão quanto a contextualização do patrimônio é de um campo extremamente relativo. Há uma linha tênue entre a teoria e a prática. Na prática, ela faz parte do processo de serviços de contabilidade. Isso porque é importante estar em um campo mais técnico, justamente para retirar essa responsabilidade do próprio gestor, colocando em termos contábeis para que o enfoque da gestão da empresa venha a ser a parte técnica de produção e distribuição do produto ou serviço, enquanto cabe aos serviços contábeis tais análises financeiras práticas.

Basicamente, o patrimônio calcula os bens da empresa de forma geral, mas engana-se que isso trata apenas de entrada e aquisições. De uma agulha a um funcionário, tudo o que a empresa adquire é um bem, por outro lado, os gastos e saídas também entram na contabilização do patrimônio.

Acompanhe esse artigo e saiba melhor o que define, via serviço de contabilidade, o patrimônio da sua empresa.

IMPORTÂNCIA

A gestão financeira empresarial e a definição de patrimônio é semelhante a gestão financeira da vida pessoal, pois precisa de organização e definição pessoal de entradas e saídas, gastos e recebimentos. Ou seja, um empreendedor precisa dividir as suas contas pessoais e da empresa, mas a parte prática a administração pouco muda, apenas os valores e necessidades.

Para uma empresa, o empreendedor precisa ter bem definido quais são os seus gastos e identificá-los. E os gastos precisam ser definidos dentro de um contesto variável, ou seja, aqueles gastos que não são fixos e estão dentro de um campo de eventualidades, e os gastos fixos. Um bom exemplo pode ser visto, por exemplo, em uma gráfica, que tem o gasto fixo com cartuchos, papéis etc, mas um gasto variável quando uma máquina tem algum problema ou precisa ser trocada.

Definir e colocar no papel de forma específica e bem definida parece ser simples, mas faz parte de um serviço de contabilidade. Muitos empreendedores acham que podem fazer isso sozinho por saberem que a prática de levantamento de patrimônio empresarial é semelhante à da sua pessoal, mas esquecem que na sua vida empresarial muitas são as responsabilidades, sendo assim, nada melhor do que alguém cuidar especificamente da us gestão de patrimônio para que a gestão da empresa não venha focar apenas no patrimônio e deixar a produção de serviço para trás ou não focar devidamente no patrimônio, por isso a construí-la dentro de um serviço de contabilidade é de fundamental importância.

CÁLCULO

Primeiramente você precisa ter ideia do seu patrimônio líquido, ou seja, do lucro da sua empresa sem retirar os dividendos dos gastos e contas naturais. Todo e qualquer porte empresarial precisa estar atento a essas questões, porém, quanto menor for o porte da empresa, mas a atenção nessa questão pode ser redobrada.

Por isso, a empresa precisa fazer ter uma periodicidade definida para que o seu serviço de contabilidade venha fazer balanços e, se preciso for, traçar metas de corte de gastos condicionando a empresa dentro da realidade financeira patrimonial da mesma. Nesse processo, o serviço de contabilidade também fará uma ampla pesquisa de mercado, com concorrência e números anteriores da sua própria empresa, fazendo um comparativo para supor cortes ou até mesmo aquisições para evolução e melhorias. Essa prática bem realizada por meio de um departamento específico e profissionais competentes, segurará o empresário que pode continuar focando na gestão técnica específica do seu negócio.

Tudo o que você precisa saber para abrir sua empresa sem dor de cabeça

Tudo o que você precisa saber para abrir sua empresa sem dor de cabeça

Então você resolveu abrir uma empresa, ótimo! Mas e agora, por onde começar? Todos os dias no Brasil milhares de empresas são abertas e outras tantas são fechadas (bate na madeira!), e para te ajudar a fazer tudo certinho e potencializar as suas chances de sucesso, a MTCONT elaborou esta página com tudo o que você precisa saber para abrir a sua empresa. Pegue aquela xícara de café, coloque os fones de ouvido, e vem com a gente!

O começo de tudo – como saber a hora certa de abrir uma empresa

Ter uma empresa é quase como ter um filho, precisa saber a hora certa, e este momento depende de uma série de fatores. Três deles são fundamentais, olha só:

1. Não param de te pedir nota fiscal;

2. Quero (e vou) faturar mais;

3. Quero (e vou) ser grande, ou seja, pagar meus impostos.

Como prestador de serviço, abrir uma empresa deve entrar em pauta quando você já está caminhando com jobs, clientes e novos projetos. Abrir uma empresa quando você ainda está engatinhando no trabalho, conquistando clientes e consolidando o seu trabalho, talvez não seja uma boa ideia.

Importante: o processo de abertura de empresas leva, em média, 45 dias, então é bom se programar com este prazo.

Ok, realmente preciso abrir uma empresa. Qual o melhor tipo?

Queremos te contar um pouco sobre o MEI, que eu tenho certeza que já passou pela sua cabeça abrir um. O Micro Empreendedor Individual é um programa do Governo Federal criado para regularizar quem trabalha por conta própria, pagando cerca de R$40,00/mês você tem um CNPJ, contribui para o INSS, não é obrigado a emitir NF (mas pode, se precisar) e ainda não precisa ter um contador.

Lindo, não? Sem dúvida, mas somente para aquelas profissões que são permitidas e isso não inclui atividades intelectuais e profissões regulamentadas. Ou seja, designers, publicitários, desenvolvedores, consultores etc não podem ser MEI. Além disso, não pode ter sócios, faturar mais de R$5.000,00/mês e só podem ter 01 funcionário ganhando o piso salarial.

Aqui está o site do MEI onde você consegue todas as informações: http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual

Diferenças entre os tipos de empresas

Agora seu mundo caiu e você não pode ser MEI, #comofaz? Abre uma Micro Empresa! Espera aí, mas MEI e Micro Empresa não são a mesma coisa?

Calma, aqui vão as diferenças:

MEI – Micro Empreendedor Individual.

Somente um sócio, faturamento até R$5 mil/mês, atividades limitadas, não é obrigado a emitir NF, paga cerca de R$50/mês de impostos.

ME – Micro Empresa.

Pode ter um ou mais sócios, faturamento até R$360 mil/ano, atividades ilimitadas, pode emitir quantas notas quiser, paga imposto sobre faturamento entre 4,5% e 19,5%.

E o Super Simples o que é? O Simples Nacional é um regime de tributação, ou seja, uma forma de pagar impostos e basicamente é traduzido numa forma unificada de pagamento de impostos, uma única guia, uma única data de pagamento.

Não confunda o Simples como um tipo de empresa, muita gente costuma falar “Preciso abrir um Simples”, na verdade você precisa abrir uma empresa que, em geral, será uma ME – Micro Empresa – enquadrada no Simples.

Siglas (e mais siglas…)

Entendido sobre os tipos de empresas, vamos entrar no mundo do regime jurídico. Nossa, vou precisar de um advogado agora……não, é bem tranquilo.

Regime Jurídico nada mais é do que a forma de constituição da empresa, quem são os sócios, participação de cada um, qual é o capital e o que deve constar no contrato social.

Vale lembrar que este contrato normalmente é padrão, elaborado pelo contador, com as informações fornecidas por você. A primeira decisão a ser tomada diz respeito aos sócios, já que sua empresa poderá ser constituída como:

Empresário Individual (EI) – Aqui, você é o titular da empresa e responderá de forma ilimitada em caso de dívidas. O capital social recomendado é de R$1.000,00, o que significa dizer que este é o valor que a sua empresa precisa para iniciar suas atividades.

EIRELI – Na EIRELI, você também é o único sócio, mas não responde com seus bens pelas dívidas da empresa. Neste caso, o capital social mínimo é de R$93.700,00 que pode ser em bens ou dinheiro. Importante: em caso de dívidas da empresa, o valor acima deverá estar disponível para quitação.

LTDA – Sociedade limitada é formada por dois ou mais sócios que contribuem com moeda ou bens avaliáveis em dinheiro para formação do capital social. A responsabilidade dos sócios é restrita ao valor do capital social, que é recomendado ser R$1.000,00.

Você deve estar se perguntando, e qual a melhor opção? Pois bem, depende da sua atividade e da disponibilidade de ter ou não um sócio. Na MTCONT, a equipe de contadores fanáticos poderá te apoiar nestas etapas.

Definindo as atividades

Mais uma sigla para o seu vocabulário: CNAE – Código Nacional de Atividade Econômica. É a partir da definição do(s) seu(s) CNAE que você saberá quanto vai pagar de impostos. E sim, você pode ter vários deles, um será o principal e é por ele que você emitirá a maioria de suas notas. Os demais serão os secundários e servirão de apoio para as suas atividades, exemplo:

Você é designer e trabalha com… design, oras! Mas você também faz, às vezes, produção de fotografias, organiza uns eventos na sua área e edita uma revista de design. Então sua empresa poderia ser assim:

Atividade Primária

CNAE 7410-2/99 ATIVIDADES DE DESIGN NÃO ESPECIFICADAS ANTERIORMENTE (aqui entram os serviços de design gráfico e de diagramação)

Atividades Secundárias

CNAE 7420-0/01 Atividades de produção de fotografias, exceto aérea e submarina

CNAE 8230-0/01 Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas

CNAE 5813-1/00 Edição de revistas

Legal, e quanto vou pagar de impostos? Aqui você encontra (http://mtcont.com.br/servicos/tabela-simples-nacional/) a lista com todas as atividades que podem ser enquadradas no Simples Nacional e seus respectivos impostos, lembrando que a MTCONT pode te ajudar nesta escolha. Na configuração da empresa acima, a atividade primária teria um imposto de 16,93% sobre o faturamento e as secundárias, teriam um imposto de 6%.

E se?

A pergunta que não quer calar: e se eu colocar uma atividade secundária como primária para pagar menos imposto, eu posso? Por lei, você deve inserir como atividade primária aquela que mais executa. O ideal é que você liste exatamente as atividades que você presta, se você é designer, pode ser que 90% do seu tempo seja dedicado a edição de revistas, por exemplo, e então estará correto sua atividade primária ser edição de revistas ao invés de design.

Mais um exemplo cada vez mais comum: você tem um blog, está fazendo sucesso e precisa abrir uma empresa para vender anúncios e conteúdos.

Seu CNAE primário poderia ser 6319-4/00 – Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet – com alíquota de imposto inicial em 6% sobre o faturamento.

A dica aqui é consultar um contador para te ajudar a definir as atividades pertinentes ao seu trabalho, escolhendo aquela que vai te deixar regularizado e evitar dor de cabeça.

Perguntas e Respostas

Como emitir Nota Fiscal?

Você já sabe que MEI não é obrigado a emitir nota fiscal e que uma empresa ME pode emitir quantas notas precisar. Vale reforçar que só pode emitir nota fiscal quem tem empresa aberta. A MTCONT abre a sua empresa e já providencia este cadastro, assim como o passo a passo para emissão de NFS-e em diversas prefeituras.

Como pagar os impostos?

Quando você emite nota fiscal, automaticamente terá impostos a pagar e eles vencem sempre no dia 20 do mês seguinte a emissão da NFS-e, para empresas do Simples. Então se você prestou um serviço de R$1 mil este mês e seu imposto é de 6%, no mês seguinte terá R$60,00 de imposto a pagar. Esta guia é gerada pelo contador e encaminhada para você pagar.

E se eu não pagar os impostos?

Não faz isso não. Preveja este custo no seu orçamento e mantenha-se regularizado.

Só assim você terá crédito na praça, poderá sempre emitir suas notas fiscais, não vai criar dívida ativa e dormirá em paz. #ficaadica

Mas, se acontecer de você não pagar, será penalizado com multa e juros e em algum momento terá que renegociar a dívida. O governo costuma abrir negociação com as empresas devedoras de tempos em tempos.

Perguntas e Respostas #2

Pagando o imposto eu garanto a minha aposentadoria?

Não. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Imposto é a contribuição que você paga para o estado para ajudar a custear despesas administrativas e de infra estrutura. A aposentadoria é uma contribuição à parte que você faz e que se baseia no seu salário.

Mas dono de empresa tem salário? Tem sim, e é chamado de pró-labore. Você tem a opção de retirar uma quantia mensal e sobre esta quantia contribuir cerca de 11% para a previdência social, quanto maior for o seu pró-labore maior será a sua contribuição e, consequentemente, sua aposentadoria.

Você tem a opção de não ter pró-labore enquanto sua empresa está sem movimentação. Paralelo a isso, existe também a opção de retirar os lucros da sua empresa, que serão apurados pela contabilidade, mas aí não estará contribuindo para o INSS e fica à sua escolha guardar dinheiro, fazer previdência privada ou jogar na Mega Sena para garantir o futuro.

Sou obrigado a ter um contador?

Sim, tendo uma empresa ME você é obrigado por lei a ter um contador. Mas a contabilidade está mudando, se tornando acessível e é assim que a MTCONT atua: democratizando os serviços contábeis no Brasil.

Oferecemos o serviço de contabilidade com mensalidades à partir de R$ 250,00.

Crise é oportunidade para novos negócios!

Em tempos de “vacas magras”, os empresários desenvolvem uma aversão aos riscos. Certo? Errado. Os fatos mostram que é justamente nesse momento que surge uma geração de novos empreendedores que recorrem à criatividade e à inovação para dar início a um novo ciclo de crescimento.

Por isso, não tema. Empreenda com planejamento e dedicação, assumindo as rédeas do seu próprio negócio.

Queremos ouvir falar de você muito em breve. De preferência, conosco!

Venha para MTCONT! Clique aqui ou entre em contato pelos telefones (65) 3028-9500 / (65) 99607-5679.

A Importância de Fazer a Declaração com um Profissional Experiente

Até o dia 28 de abril é possível declarar IR (Imposto de Renda). Pessoas que declaram fora do prazo pagam multas. Especialistas indicam vantagens consideráveis ao fazer a entrega com assessoria profissional, no prazo correto.

De acordo com o técnico em contabilidade da MTCONT Contabilidade em Cuiabá, até mesmo as pessoas que não precisam declarar devem fazer Declaração de forma facultativa, em principal quem trabalha como autônomo ou microempreendedor individual. Essa consiste na medida para pelo menos informar a receita sobre os ganhos e gastos.

Nos dias de hoje brasileiros possuem a disposição milhares de empresas e trabalhadores autônomos, com habilitação no sentido de trabalhar em contabilidade. Sem contar que existem situações nas quais apenas os especialistas conseguem identificar brechas de forma técnica, como no caso dos gastos que diminuem a dívida com o leão, por exemplo.

Com o apoio dos serviços técnicos, contribuintes enviam informações para o site da Receita Federal sem maiores problemas, visto que contadores têm costume de fazer acesso quase diário na página. Outro ponto favorável se encontra na projeção legal do faturamento, com emissão concedida por trabalhador oficial da área contábil.

De forma prática, contadores têm longo tempo de estudos sobre IR. Por esse motivo, conseguem declarar com melhor qualidade ao ressaltar a atenção às restituições, que começa no segundo semestre do ano.

Pessoas sem costume de trabalhar com contabilidade por vezes têm problemas ao declarar informações das finanças na página da Receita Federal. Ao invés de procurar o conteúdo informativo, contribuintes solicitam o serviço de contadores que concedem a resposta na hora, ou fazem a pesquisa para responder de maneira oficial.

Quem não paga o IR no tempo correto quita multa cujo valor cresce conforme a quantia devida. Ao invés de passar noites em claro para contabilizar gastos e ganhos, talvez seja melhor pagar preço popular para contadores realizarem tal serviço.

 

Saiba como pagar menos e garantir maior restituição do Imposto de Renda


Algumas despesas podem ser deduzidas pelo contribuinte ao realizar a declaração do IR; ações reduzem a base de cálculo.

O Imposto de Renda é uma das tributações mais importantes para o Governo Brasileiro, sendo uma importante fonte de recursos para o investimento em melhorias e manutenção de toda logística e estruturação social, educacional e voltada a saúde pública, ou seja, é um dinheiro que deve ser usado para melhorar os serviços públicos do nosso País. Porém, o IR foi desenvolvido para apenas pesar no bolso dos contribuintes mais abonados, e para evitar injustiças sociais com o pagamento a maior de imposto recolhido na fonte, que existe a Restituição Imposto de Renda 2017.

Se você quiser saber se tem direito a receber a sua restituição do Imposto de Renda, confira a seguir tudo sobre a restituição do IRPF 2017.

RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2017

Todos os anos, mais especificamente nos meses de março e abril, os contribuintes que se enquadram em declarar o imposto de renda são obrigados a prestar os devidos esclarecimentos de conta através da receita federal, aonde o mesmo deve declarar o ajuste anual do imposto de renda, através desse ajuste o contribuinte comprova as suas contas no físico. Contribuintes que no ano anterior ao vigente pagam um valor menor de contribuição, são obrigados no ano vigente pagar um valor a mais.

Vale lembrar que o programa de declaração do IRPF 2017 não indica se o cidadão tem direito ao imposto de renda. Caso o usuário tenha interesse, precisa consultar os lotes de restituição liberados pela Receita Federal.

COMO CONSULTAR A RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA?

Assim como o contribuinte deve declarar o seu imposto, o imposto de renda também divulga uma lista no final do ano que informa quais contribuintes possuem o direito de receber a restituição referente ao imposto de renda, veja como é fácil realizar a consulta:

 

Para realizar a consulta basta acessar o portal da Receita Federal, e informar o número do CPF, data de nascimento e confirmar a captcha de segurança. As informações do imposto de renda que estão sendo informado é referente ao ano de 2016.

Ficou com dúvida e não sabe quem deve declarar imposto de renda? Confira nossa séries de artigos explicativos e fique por dentro de tudo.

CONSULTA ÀS RESTITUIÇÕES DO IR 2016/2017

Em breve vai ser liberado os lotes para consulta das restituições do imposto de renda do ano de 2017 aonde será possível ter informações fresquinha de primeira mão. As restituições correspondem aos valores pagos ao leão no decorrer do ano através do imposto retido na fonte para pessoas que não teriam obrigação de contribuir com à receita, segundo à tabela do Imposto de Renda 2017, por isso tem o direito de receber o valor de volta.

Caso você tenha alguma dúvida referente a declaração do imposto de renda e seu funcionamento e deseja mais informações do mesmo, pode acessar o site da receita federal através do site da Receita ou entrar em contato pelo o telefone da receita federal 146 esse atendimento eletrônico está a sua disposição 24h por dia, o atendimento personalidade aonde um atendente está a sua disposição para atendê-lo funciona de segunda a sexta das 8h às 20h.

É importante que se faça o recolhimento para que não se tenha problemas futuros, fique sempre atento às atualizações da tabela do imposto de renda.

Imposto de Renda: O que fazer para não cair na Malha Fina em 2017

 

A Malha Fiscal da Declaração de Ajuste Anual da Pessoa Física, popularmente conhecida como “malha fina”, é a revisão sistemática de todas as declarações do imposto de renda dos contribuintes, nos modelos completo e simplificado, efetuada de forma eletrônica.

malha-finaNesta revisão são realizadas diversas verificações nos dados declarados pelo contribuinte e efetuados os devidos cruzamentos das informações com os demais elementos disponíveis nos sistemas da Secretaria da Receita Federal.

Quando a declaração é entregue pelo contribuinte dá-se início ao processamento eletrônico das informações declaradas. É nesta fase que são realizadas sequências de verificações para identificar erros de preenchimento e informações inconsistentes que podem caracterizar infração à legislação tributária federal.

Dependendo da irregularidade que for encontrada, interrompe-se o processamento da declaração que segue para uma análise mais minuciosa até a solução dos problemas detectados, o que pode acontecer internamente pela RFB ou, nos casos em que é necessária a participação do contribuinte, mediante intimação para apresentação de informações e documentos.

Então, o que fazer para evitar que a minha declaração pare na malha fina?

Existem alguns parâmetros que devem nortear o preenchimento da Declaração de Ajuste Anual da Pessoa Física e que se forem atendidos na sua totalidade reduzem significativamente a hipótese do contribuinte ter sua declaração retida neste procedimento fiscal.

Valor do Imposto de Renda Retido na Fonte: Os computadores da Receita Federal realizam com muita eficácia um cruzamento a fim de validar as informações sobre a retenção declarada, ou seja, verifica se o imposto foi mesmo retido e se os valores são iguais. Este procedimento é possível em virtude das pessoas jurídicas entregarem a DIRF, onde constam tais valores. Portanto é de suma importância que o contribuinte observe atentamente os valores constantes no Comprovante de Rendimentos Pagos e de Retenção de IRRF que é fornecido pela fonte pagadora ao beneficiário dos rendimentos.

Ausência de Fontes Pagadoras: Outro cruzamento, ainda atrelado à DIRF, verifica se todas as empresas que declararam pagamentos estão constando na declaração. As empresas informam à Receita Federal todos os pagamentos feitos por trabalho assalariado e todos os demais pagamentos efetuados, desde que superem R$ 6.000,00 no ano ou que tenham algum imposto retido.

Recebimentos de Resgate de Previdência Privada: Os resgates realizados pelos contribuintes também são de conhecimento da Receita Federal já que são totalmente informados pelas empresas de previdência privada, portanto não esqueça de mencionar estes valores quando ocorrerem.

Despesas com Saúde: Os valores declarados devem estar suportados por documentos (recibos, cópias de cheques nominativos, transferências bancárias e boletos) que comprovem os pagamentos, pois serão confrontados com os valores declarados pelos profissionais, laboratórios e planos de saúde.

Variação Patrimonial: A relação entre a renda declarada e a variação patrimonial deve ser compatível. Uma forma de analisar tal compatibilidade é através da planilha de origens e aplicações de recursos. O aumento do patrimônio do contribuinte do início para o final do ano, em inconformidade com os rendimentos declarados (rendimentos tributáveis, rendimentos isentos ou não tributáveis, e rendimentos tributados exclusivamente na fonte), indicam a possibilidade de fraude ou omissão de receita. Normalmente as grandes diferenças, não explicadas, são motivos de malha fina, sendo as demais registradas na Secretaria da Receita Federal, podendo desencadear uma fiscalização posterior.

Apesar destes serem os erros mais comuns no preenchimento das declarações das pessoas físicas, ainda existem outros motivos que podem não reter a declaração em malha fina, mas ser motivo de um processo de fiscalização por parte do fisco. Veja alguns exemplos:

Falta de declaração de aquisição de veículos novos: Periodicamente as montadoras de veículos informam à Receita Federal os dados dos adquirentes de veículos, dados que são cruzados com as declarações das pessoas físicas, assim, a falta de declaração de uma aquisição de veículo, fica sujeita a fiscalização.

Falta de declaração de aquisição de imóveis das incorporadoras: Seguindo o mesmo critério das montadoras, as incorporadoras são obrigadas a informar ao fisco federal todos os dados de seus compradores, inclusive os valores pagos no ano, portanto este é mais um valor que necessita de especial atenção para evitar um processo fiscal.

Falta de declaração de aluguéis recebidos: Assim como as incorporadoras e montadoras, a obrigatoriedade de apresentação de dados se estende às imobiliárias que transmitem os valores pagos aos locadores cujos imóveis são por elas administrados.

Falta de declaração de imóveis adquiridos: Os cartórios seguem uma rotina de prestação de informações sobre todas as escrituras lavradas e os documentos registrados, indicando vendedores e compradores e os respectivos valores das transações.

Despesas com cartões de crédito: Administradoras de cartões de crédito informam todos os cartões cujos gastos foram superiores a R$ 5.000,00 mensais. Neste caso a renda consumida deve ser suficiente para suportar tais gastos, podendo indicar que o contribuinte está omitindo informações de sua real renda.

Movimentação bancária elevada: As instituições financeiras informam toda a movimentação bancária à Receita Federal, através da DIMOF. Desta forma, os depósitos bancários devem ter origem devidamente justificada pelos rendimentos declarados, pela venda de bens, transferências entre contas, ou outra relação que caracterize o lastro do dinheiro.

Enfim, de uma forma ou de outra, todas as operações realizadas pelo contribuinte que envolvam a sua renda e o uso que faz dela, são circularizados com as obrigações impostas às empresas de um modo geral e a atenção a todos estes detalhes no momento da montagem de sua declaração, evita problemas com o fisco federal e a retenção na malha fina.

Tenha o máximo de atenção possível e guarde muito bem a documentação utilizada na em sua Declaração de Ajuste Anual, pois as multas são bastante pesadas e a visão da Receita Federal está cada vez mais aguçada.

Reinaldo Luiz Lunelli é contabilista, consultor de empresas, professor universitário e autor de obras de cunho tributário e contábil.

6 passos para iniciar bem o seu novo negócio em Cuiabá


A abertura e o gerenciamento de empresas exigem um conjunto de habilidades e conhecimentos. É preciso entender o mercado, o público e planejar bem o negócio.

Passo a passo

Uma boa gestão considera estratégias de marketing, um fluxo de caixa controlado e passa também por muita criatividade e inovação.

O Sebrae criou um roteiro para facilitar a abertura da sua empresa. Conte com o Sebrae no ambiente online, no atendimento presencial e bom proveito!

1. Saiba que negócio abrir em Cuiabá

Você quer se tornar um empreendedor mas não sabe por onde começar ou que negócio abrir? Então, visite os menus Ideias de negócios e Tipos e Ramos. Confira sugestões de como ganhar dinheiro, descubra o que é preciso ter para montar um negócio e veja como o Sebrae classifica e apoia a atividade escolhida.

2. Veja se você tem perfil

Para tornar um negócio realidade, é preciso ter perfil empreendedor, conhecer a realidade do mercado e organizar um plano de negócios. Comece a pesquisar mais sobre isso e procure o Sebrae na sua cidade para obter ajuda.

3. Reúna informações sobre o negócio

Em seguida, você precisa coletar informações para dar subsídio consistente à criação da empresa. Acesse a página Reúna informações e saiba quais dados pesquisar e como fazer o levantamento.

4. Organize-se

A terceira iniciativa é organizar as informações coletadas. O menu Conheça o mercado lhe ajudará a construir o plano de negócios e a definir estratégias para posicionar corretamente a empreitada no mercado.

5. Saiba como obter crédito para o seu negócio

Na página Como obter crédito você encontra dicas de gestão financeira e descobre como conseguir aportes financeiros para as suas necessidades profissionais.

6. Coloque a mão na massa

A última etapa é registrar o negócio e torná-lo realidade. Visite o menu Registre a empresa e saiba o que é necessário para formalizar o empreendimento.

Começar Bem

O Começar Bem é um programa ideal para os potenciais empresários que possuem uma ideia de negócio ou já têm experiência em trabalhar por conta própria.

O foco do projeto é munir os empreendedores de conhecimentos e técnicas essenciais para iniciar e desenvolver uma empresa competitiva, lucrativa e sustentável.

Fonte: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/sebraeaz/6-passos-para-iniciar-bem-o-seu-novo-negocio,a28b5e24d0905410VgnVCM2000003c74010aRCRD

MTCONT Contabilidade em Cuiabá

Contabilidade em Cuiabá

Saiba quem deve Declarar Imposto de Renda, as Datas e Critérios

Pessoas obrigadas a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2017

De acordo com a Instrução Normativa RFB nº 1.690, de 20 de fevereiro de 2017, está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física referente ao exercício de 2017, a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2016:

Critérios

Condições

Renda

– recebeu rendimentos tributáveis , sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70;
– recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Ganho de capital e operações em bolsa de valores

– obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
– optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja destinado à aplicação na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da  Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005.

Atividade rural

– relativamente à atividade rural:

a) obteve receita bruta anual em valor superior a R$ 142.798,50;

b) pretenda compensar, no ano-calendário de 2016 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2016.

Bens e direitos

– teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2016, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00.

Condição de residente no Brasil

– passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2016.

 AVISO:

  • O contribuinte que, no ano-calendário de 2016, recebeu rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma anual foi superior a R$ 10 milhões, rendimentos isentos e não tributáveis, cuja soma foi superior a R$ 10 milhões, rendimentos tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 10 milhões, realizou pagamentos de rendimentos a pessoas jurídicas, quando constituam dedução na declaração, ou a pessoas físicas, quando constituam, ou não, dedução na declaração, cuja soma foi superior a R$ 10 milhões, em cada caso ou no total, deve transmitir a Declaração de Ajuste Anual com a utilização de certificado digital.

Pessoas dispensadas da apresentação da Declaração de Ajuste Anual do IRPF 2017

A pessoa física está dispensada da apresentação da declaração, desde que:

a) não se enquadre em nenhuma das hipóteses de obrigatoriedade da tabela anterior;

b) conste como dependente em declaração apresentada por outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos caso os possua;

c) teve a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, quando os bens comuns forem declarados pelo cônjuge, desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda R$ 300.000,00, em 31 de dezembro de 2016.

AVISO:

  • Mesmo que não esteja obrigada, qualquer pessoa física pode apresentar a declaração, desde que não tenha constado em outra declaração como dependente. Exemplo: uma pessoa que não é obrigada, mas teve imposto sobre a renda retido em 2016 e tem direito à restituição, precisa apresentar a declaração para recebê-la.

Pessoas que podem ser declaradas como dependentes na Declaração do IRPF 2017

Relação com o titular da declaração

Condições necessárias para que possam ser declarados como dependentes

Cônjuge ou companheiro

– companheiro com quem o contribuinte tenha filho ou viva há mais de 5 anos, ou cônjuge.

Filhos e enteados

– filho ou enteado, de até 21 anos de idade, ou, em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho;
– filho ou enteado, de até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau.

Irmãos, netos e bisnetos

– irmão, neto ou bisneto, sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, de até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física e/ou mentalmente para o trabalho;
– irmão, neto ou bisneto, sem arrimo dos pais, de até 24 anos, se ainda estiver cursando estabelecimento de ensino superior ou escola técnica de segundo grau, desde que o contribuinte tenha detido sua guarda judicial até os 21 anos.

Pais, avós e bisavós

– na Declaração de Ajuste Anual: pais, avós e bisavós que, em 2016, tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 22.847,76.
– na Declaração de Saída Definitiva do Pais: pais, avós e bisavós que, em 2016, receberam rendimentos, tributáveis ou não, não superiores à soma do limite de isenção mensal de R$ 1.903,98, correspondente aos meses abrangidos pela declaração.

Menor Pobre

– menor pobre, de até 21 anos, que o contribuinte crie e eduque, desde que detenha sua guarda judicial.

Tutelados e curatelados

– pessoa absolutamente incapaz da qual o contribuinte seja tutor ou curador.

AVISOS:

  • Podem ser consideradas dependentes as pessoas que, de acordo com a tabela acima, mantiveram relação de dependência com o declarante, mesmo que por menos de doze meses no ano-calendário de 2016, como nos casos de nascimento e falecimento. O valor da dedução anual é de R$ 2.275,08 por dependente.
  • No caso de dependentes comuns e declarações em separado, cada titular pode deduzir os valores relativos a qualquer dos dependentes comuns, desde que cada dependente conste em apenas uma declaração.
  • É obrigatório informar o número de inscrição no CPF de dependentes relacionados na declaração com 12 (doze) anos ou mais, completados até 31/12/2016.
  • Os rendimentos, bens e direitos dos dependentes devem ser relacionados na declaração em que constem como dependentes.

Declarante em conjunto

Somente é considerado declarante em conjunto, cônjuge, companheiro ou dependente cujos rendimentos sujeitos ao ajuste anual estejam sendo oferecidos à tributação na declaração apresentada pelo contribuinte titular.

A declaração em conjunto supre a obrigatoriedade da apresentação da declaração a que porventura estiver sujeito o cônjuge, o companheiro ou o dependente.

Pessoas consideradas residentes no Brasil para fins tributários

Considera-se residente no Brasil para fins tributários a pessoa física:

– que resida no Brasil em caráter permanente;
– que se ausente para prestar serviços como assalariada a autarquias ou repartições do Governo Brasileiro situadas no exterior;
– que ingresse no Brasil com visto permanente, na data da chegada;
– que ingresse no Brasil com visto temporário:

a) para trabalhar com vínculo empregatício ou atuar como médico bolsista no âmbito do Programa Mais Médicos de que trata a Medida Provisória nº 621, de 8 de julho de 2013, convertida na Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013, na data da chegada;
b) na data em que complete 184 dias, consecutivos ou não, de permanência no Brasil, dentro de um período de até doze meses;

AVISO:

  • Para fins do disposto no item “b”, caso, dentro de um período de doze meses, a pessoa física não complete 184 dias, consecutivos ou não, de permanência no Brasil, novo período de até doze meses será contado a partir da data do ingresso seguinte àquele em que se iniciou a contagem anterior.

c) na data da obtenção de visto permanente ou de vínculo empregatício, se ocorrida antes de completar 184 dias, consecutivos ou não, de permanência no Brasil, dentro de um período de até doze meses;

– brasileira que adquiriu a condição de não residente no Brasil e retorne ao País com ânimo definitivo, na data da chegada;
– que se ausente do Brasil em caráter temporário, ou se retire em caráter permanente do território nacional sem apresentar a Comunicação de Saída Definitiva do País, durante os primeiros doze meses consecutivos de ausência.

AVISO:

  • A partir do momento em que a pessoa física adquira a condição de residente ou de não residente no País, dar-se-á o retorno à condição anterior somente quando ocorrer qualquer das hipóteses que fundamente a nova condição.

A declaração de contribuinte residente no Brasil que esteja no exterior pode ser transmitida pela internet até as 23h59min59s (horário de Brasília) do dia 28 de abril de 2017.

Fonte: https://idg.receita.fazenda.gov.br

MTCONT Contabilidade em Cuiabá